8 travessias no Brasil para os amantes de trekking
06/03/2017

8 travessias no Brasil para os amantes de trekking

Gosta de trekking e caminhadas? Essas são para você!😍

1. Ponta da Joatinga

Essa travessia cênica é ideal para quem gosta de trekking, mas quer unir essa atividade com muita beleza natural em seu caminho. Trata-se de uma península situada em Paraty, ao sul do Rio de Janeiro, que liga essa cidade histórica à Vila de Laranjeiras, próxima à Trindade, em um percurso que passa por praias desertas e exuberantes, por montanhas que escondem cachoeiras e por uma vasta área coberta de mata atlântica preservada e protegida pela Reserva Ecológica da Joatinga e Área de Proteção Ambiental do Cairuçu. A travessia é feita em três dias, sendo um pouco mais de vinte quilômetros de um trekking de nível moderado a difícil, mas vale lembrar que qualquer esforço é muito recompensado pelas mais bonitas paisagens do estado e do país, como as praias Grande, de Ipanema e Martim de Sá, a Cachoeira da Deserta e o Pico do Cairuçu, entre muitas outras atrações imperdíveis.


Foto: Kalapalo

  
Conheça mais detalhes da Travessia da Ponta da Joatinga


2. Cassino-Chui
A maior praia do mundo está localizada em nosso território brasileiro e para conhecê-la por inteira, em todos seus 220 quilômetros de extensão, é necessário fazer a trilha conhecida como a travessia do Cassino-Chui. A região é chamada de Praia do Cassino e recebeu título de maior praia em extensão do planeta pelo Guinness Book, sendo que 180 quilômetros de sua área total são completamente desertos e, por isso, faz do seu trekking bastante rústico, uma vez que não conta com estrutura turística para receber visitantes – quem fizer sua travessia irá precisar fazer as pernoites em barracas montadas na areia da praia a pleno céu aberto. A caminhada, que pode durar até oito dias, liga o balneário do Cassino, em Rio Grande do Sul, e o arroio Chuí, na fronteira com o Uruguai, e passa por lindas dunas costeiras, navios naufragados, faróis habitados e desabitados e os molhes da Barra (cais construídos para facilitar a navegação pelo canal, considerados uma das maiores obras da engenharia oceânica do século 20, e que ainda servem de refúgio para lobos e leões-marinhos).



   Conheça mais detalhes da Travessia Cassino - Chuí


3. Sete praias de Ubatuba
Ubatuba é uma das praias mais populares do litoral norte do estado de São Paulo, e isso se deve principalmente à grande quantidade de praias que abriga. Com isso, essa travessia se tornou uma das maiores atrações para quem visita a cidade e é apaixonado por trekking. São percorridas sete praias da região, sendo elas: da Lagoinha, do Oeste, do Peres, do Bonete, Grande Bonete, Deserta e do Cedro Sul. O trekking é, em sua maioria, fácil e pode ser feito inclusive por crianças e idosos (apenas o último trecho é um pouco íngreme, mas não chega a ser de nível difícil em nenhum momento), levando somente algumas horas para realizar a trilha inteira, pois sua distância é de aproximadamente dez quilômetros.



   Conheça mais detalhes da Travessia das 7 Praias de Ubatuba


4. Vale do Pati
Considerado por especialistas o melhor e mais cênico trekking do Brasil e da América do Sul, o Vale do Pati é um dos atrativos mais impressionantes de uma região já muito incrível por si só, a Chapada Diamantina, no estado da Bahia, onde o viajante poderá se deslumbrar com paisagens de uma beleza rara, compostas por platôs, cerrado, vales escarpados, cachoeiras e vários resquícios de mata atlântica. Existem três opções de acesso para começar e terminar a trilha (Vale do Capão, Guiné e Andaraí), mas, de qualquer maneira, essa travessia tem nível moderado a difícil, pois são setenta quilômetros, percorridos em altitude de mais de mil metros, e pode demorar até 5 dias para concluir o percurso completo. Durante a caminhada, você poderá conhecer atrações como os gerais (campos abertos) do rio Preto, o Mirante da Rampa, o Morro do Castelo, o Cachoeirão, a Cachoeira do Funil, o Vale Encantado, entre muitas outras.



   Conheça mais detalhes da Travessia do Vale do Pati na Chapada


5. Petrópolis-Teresópolis
Também considerado um dos trekkings mais bonitos do Brasil, é muito tradicional e popular principalmente entre os praticantes de trekking e montanhismo, pois é uma trilha de nível difícil e que exige bastante esforço físico – são trinta quilômetros, geralmente percorridos em três dias de caminhadas, com um desnível que chega a mais de mil metros em alguns trechos. No entanto, vale lembrar que toda essa dificuldade é altamente recompensada com muita beleza, pois a travessia Petro-Terê, como também é conhecida, fica localizada no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, no estado do Rio de Janeiro, onde você poderá observar paisagens capazes de tirar fôlego até mesmo do viajante mais experiente, como a Cachoeira Véu da Noiva, a Pedra e os Castelos de Açu, a Pedra do Sino, o mirante da Pedra do Queijo, o Morro da Luva, entre diversas outras belíssimas atrações.



   Conheça mais detalhes da Travessia Petrópolis - Teresópolis


6. Lençóis Maranhenses
Para começar a entender o nível da beleza desse trekking, primeiramente deve-se ressaltar que essa região do estado do Maranhão é uma das mais exuberantes de todo o Brasil e, inclusive, possui belezas naturais ainda intocadas, portanto, é uma experiência única e especial que irá valer a pena, mesmo para quem naõ tem experiência com caminhadas longas. O percurso, apesar de não ser fácil, tem um pouco mais de trinta quilômetros e pode ser completado em quatro a cinco dias (também pode ser feito em três), mas a recompensa pode ser encontrada em seus cenários extremamente paradisíacos que são vistos ao longo da travessia, como o Rio Preguiça, o povoado de Atins, as lagoas Bonita e da Gaivota, a Queimada dos Britos e as extensas e altas dunas.



   Conheça mais detalhes da Travessia dos Lençóis Maranhenses


7. Volta da Ilha Grande
Ilha Grande é a maior das ilhas da baía de Angra dos Reis, situada no estado do Rio de Janeiro, reunindo mais de cem praias (algumas delas consideradas as mais belas do sudeste brasileiro), portanto, essa travessia se tornou bastante popular, pois dá a volta “360” pela região para que os viajantes possam conhecer todos os encantos naturais que essa ilha esconde, como cachoeiras, mangues, restingas, rios e uma rica diversidade de mata atlântica que é protegida por quatro unidades de conservação. A trilha possui aproximadamente cinquenta quilômetros de distância e pode durar de três a cinco dias para realizá-la por completa; apesar de ser bastante exigente fisicamente, com descidas e subidas íngremes, mas como se trata de um verdadeiro paraíso, o sacrifício vale a pena – você poderá explorar suas vilas e comunidades caiçaras e suas centenas de praias, como Ubatubinha, Tapera e Sítio Forte.


Foto: Deixa de Frescura

   Conheça mais detalhes da Travessia dos Lençóis Maranhenses


8. Trilha do Ouro
Uma das atrações mais populares do Parque Nacional da Serra da Bocaina, trata-se de um antigo caminho colonial construído no século XVII para escoar ouro que vinha de Minas Gerais e que, hoje, é uma travessia cênica que percorre cerca de cinquenta quilômetros de distância, começando no pequeno município de São José do Barreiro, no Vale do Paraíba, em São Paulo, e terminando na vila de Mambucaba, no litoral do Rio de Janeiro. São três dias de caminhada moderada, com altitudes que podem chegar a mais de 1.500 metros em alguns trechos. Apesar de ser fisicamente exigente, todo o sacrifício para realizar essa trilha vale muitíssimo a pena por conta de tamanha beleza natural que o viajante poderá presenciar, como as cachoeiras do Santo Izidro, das Posses e dos Veados.



   Conheça mais detalhes da Travessia da Trilha do Ouro

Flavio Nodomi

Praticante de mergulho autônomo, trekking e escalada. Amante de fotografia, viagem e natureza, já viajou para diversos países e cidades brasileiras registrando em fotos alguns dos cenários naturais mais bonito do mundo.