O Monte Roraima e a melhor época para ir
09/01/2018

O Monte Roraima e a melhor época para ir

O Monte Roraima é um dos fenômenos naturais mais fascinantes, majestosos e primitivos do mundo: Não só é o sétimo ponto mais alto do país, com 2.875 metros de altitude e quinze quilômetros de comprimento (uma dimensão que chega a abranger três diferentes países), como conta ainda com um tepui (montanhas de mesa plana) cujo topo é formado por impressionantes formações rochosas esculturais, rios, cachoeiras, vales e até fauna e flora próprias, e que é estimado ter surgido há dois bilhões de anos, sendo considerado, inclusive, uma espécie de elo perdido. É um cenário que realmente surpreende e encanta até o viajante mais cético, e o trekking que sobe ao seu cume é uma das experiências mais inesquecíveis e inexplicáveis que um aventureiro poderá fazer.

Como essa montanha está localizada na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana, muitas pessoas ficam incertas de qual é a melhor época para fazer o trekking ao Monte Roraima, pois são três tipos de regiões bem distintas que podem apresentar climas diferentes. Por isso, nós resolvemos reunir algumas informações importantes para quem quer fazer a trilha até o topo nas melhores condições e com muito conforto e segurança.


Fonte: Climatempo

Primeiramente, devemos ressaltar que é possível fazer o trekking do Monte Roraima em qualquer período do ano, basta balancear os prós e contras de cada época para saber qual que se encaixar mais com o seu perfil. Por exemplo, apesar de muitos viajantes acharem a estação “seca” (não há uma época que fica completamente sem chuvas, elas só param por um certo tempo), que vai de Novembro a Março, a melhor para fazer trilhas por facilitar a caminhada, é também durante esses meses que a região está mais lotada (sendo o Réveillon o período mais cheio de todos). Já na estação chuvosa, que vai de Abril a Outubro, mesmo a caminhada sendo um pouco mais exigente devido às chuvas mais densas, além das trilhas ficarem mais vazias – o que possibilita acampar nos melhores lugares –, você ainda poderá presenciar o espetáculo das cachoeiras que se formam apenas nessa época e despencam dos paredões.


Cachoeira nos paredões


Topo do Monte com chuva - Foto: Fabio Lobinho


Trilha em dia sem chuva

Outro importante ponto que devemos lembrar é que, independentemente da época que você pretende ir ao Monte Roraima e apesar de ser uma região quente e úmida, você vai enfrentar uma enorme amplitude térmica. As temperaturas médias durante o dia giram em torno de 25ºC, mas as noites são quase sempre geladas e podem facilmente chegar a 0º, portanto, é essencial que os viajantes levem equipamentos que protejam não só do frio como também da umidade – não pode deixar de faltar anorks, mochilas com capa de chuva, calçados impermeáveis e sacos plásticos para guardar os itens que não podem ser expostos às chuvas.


Anorak

 Quer saber mais sobre o trekking ao Monte Roraima?

Conheça os pacotes de trekking do Desviantes para o Monte Roraima
- Leia esse texto completo que explica tudo sobre "Como funciona o trekking ao Monte Roraima"

Além disso, devemos alertar também para dois pontos de ambas as estações: da estação chuvosa, mesmo com as cachoeiras e tendo mais opções de lugares para acampamento, é importante ficar atento porque será necessário atravessar rios durante o trekking, e, com as chuvas, é possível que eles estejam com um alto nível d’água, o que pode dificultar ou impossibilitar a passagem; e já na estação seca, apesar das condições serem mais ideais para fazer a caminhada, é possível que haja bastante neblina em certos trechos. Mas um ponto muito legal é que, independente do período, em alguns dias da subida os acampamentos são feitos em grutas e em lugares protegidos das chuvas e neblina – os chamados “hotéis” – o que ajuda bastante no conforto.


Acampamento "Hotel" - Foto: Guilherme Jofili


Travessia dos rios - Foto: Julio Calsinski


Neblina - Foto: Nidio

Flavio Nodomi

Praticante de mergulho autônomo, trekking e escalada. Amante de fotografia, viagem e natureza, já viajou para diversos países e cidades brasileiras registrando em fotos alguns dos cenários naturais mais bonito do mundo.