13 Roteiros de passeios de bike para inspirar
26/04/2015

13 Roteiros de passeios de bike para inspirar

Está na hora de retomar o seu relacionamento com a bicicleta e considerá-la em suas próximas viagens pela natureza. Fazer um passeio de bike em ambiente natural é uma ótima forma de se integrar completamente ao ambiente e ao mesmo tempo percorrer grandes distâncias somente com a energia do seu corpo.

Selecionamos 13 roteiros de bicicleta pelo Brasil para você se inspirar e lembrar da boa e velha “magrela”. Esses roteiros exigem considerável experiência e preparo físico. Lembre-se de começar devagar e reconhecer seus limites, mas tenha em mente: O Brasil tem cenários fantásticos para uma viagem de bicicleta!

1.Circuito das Araucárias – SC

Percurso de bike: 250km / Dificuldade: Alta

Passeio de bike no Circuito das Araucárias - SC

Foto: Circuito das Araucárias

Para começar de pé direito, o Circuito das Araucárias. Esse é um dos mais bem organizados roteiros de longa distância do Brasil. O cicloturista encontra um percurso bem sinalizado e toda a documentação do passeio disponível em um site próprio, http://circuitodasaraucarias.com.br/, com o perfil altimétrico, os pontos de parada e hospedagem e os atrativos do caminho.

Este roteiro de bike é repleto de atrativos naturais. Alguns deles são: A Rota das Cachoeiras, uma sequência de 14 quedas, todas presentes em um percurso de menos de 3km; Os Campos do Quiriri, um trecho de serra a mais de 1.500 metros de altitude, onde é possível avistar o mar; O Morro da Igreja, uma figura característica do passeio, com 870 metros e um paredão com 245 metros, onde escaladores praticam rapel.

 

2.Circuito Costa Verde & Mar – SC

Percurso de bike: 270 km / Dificuldade: Moderada

Passeio de bike no Circuito Costa Verde e Mar - SC

Foto: Costa Verde e Mar

Santa Catarina mais uma vez se destacando na criação e organização de roteiros para passeios de bike. O Costa Verde e Mar possui um guia bem completo de todo o roteiro, disponível aqui. Ele traz a descrição de todos os trechos, com informações turísticas e dicas de emergência.

As belezas naturais estão presentes em quase todo o roteiro. São 60 praias exuberantes, alternando entre praias urbanas e desertas, passando preferencialmente por estradas de terra e vias urbanas. O legal desse roteiro é poder complementá-lo com trilhas, mergulhos, passeios de caiaque e observação de aves, e além disso passar por destinos consagrados como Bombinhas e Balneário Camboriú.

 

3.Circuito Serra da Canastra – MG

Percurso de bike: 80 km / Dificuldade: Alta

Passeio de Bike Circuito da Serra da Canastra - MG

Foto: Bike Pedal e Cia

As opções de passeios de bike pela Serra da Canastra são inúmeros. É possível montar circuitos ou simplesmente atravessar todo o Parque Nacional de Leste a Oeste, de São Roque de Minas, a principal porta de entrada para o Parque, até a cidade de Sacramento.

Um dos roteiros mais conhecidos é o circuito São Roque de Minas – Cachoeira Casca D’anta. A cachoeira é uma das 5 maiores cachoeiras do Brasil, com 186 metros de altura. O roteiro também passa pela nascente do Rio São Francisco e pela vila de São José do Barreiro. Tratando-se da Serra da Canastra, não é preciso falar que este é um pedal com muito visual, tendo em alguns momentos visão da Serra da Babilônia.

 

4.Estrada Real Completa (Diamantina – Paraty) – MG, SP e RJ

Percurso de bike: 1.019 km / Dificuldade: Alta

Passeio de Bike na Estrada Real

Foto: Vizion Bikes

A Estrada Real é um percurso clássico da Região Sudeste do Brasil. Já é um roteiro consagrado para Off Road e vem também se tornando famoso para o cicloturismo. O roteiro completo pode ser quebrado em diversos outros roteiros menores, dependo do preparo físico e da disponibilidade do cicloturista. O Instituto da Estrada Real oferece roteiros planilhados de todos os trechos e rotas possíveis.

O caminho é quase todo em estrada de terra, mais de 80%. É uma verdadeira viagem no tempo para o século XVIII e para o comércio de ouro e diamantes. Os atrativos naturais não ficam de fora. O roteiro é repleto de cachoeiras, como a Cachoeira da Fumaça em Carrancas e passa por áreas de proteção como o Parque Nacional da Serra da Canastra e o Parque Nacional da Serra do Cipó. É um prato cheio para quem gosta de natureza!

 

5.Volta na Chapada Diamantina – BA

Percurso de bike: 270 km / Dificuldade: Alta

Passeio de bike pela Chapada Diamantina Bahia

Foto: Eduardo Green Short

A Chapada Diamantina é um destino clássico para o Mountain Bike e para o ciclismo em geral. Por lá, são realizados eventos de peso do segmento de bike, como é o caso do Brasil Ride, considerada uma das maiores provas da América Latina no segmento.

O roteiro mais completo, talvez seja a Volta na Chapada Diamantina, que passa pelas principais atrações do parque: A Cachoeira da Fumaça, o Vale do Pati e o Poço Azul, com saída e retorno na cidade de Mucugê. Mas existem opções para todos os níveis e com diferentes durações. Operadoras de turismo oferecem tours guiados com passeios de um dia ou mais, como é o caso do passeio para Vale do Cercado, a 30 km da cidade de Lençóis, que passa por paisagens de tirar o fôlego, como o Morro do Pai Inácio, o Morro do Camelo e o Morrão.

 

6.Caminho da Fé (São Carlos – Aparecida) – SP e MG

Percurso de bike: 550 km / Dificuldade: Alta

Passeio de bike Caminho da Fe - MG e SP

 Foto: Pediverde

 O Caminho da Fé foi inspirado no famosíssimo Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha. O roteiro tradicional sai de Águas da Prata - SP com destino a cidade de Aparecida – SP. No entanto, as pessoas foram criando novos ramais e pontos de saída, como a cidade de São Carlos e Sertãozinho.

Dentro de todo o trajeto, aproximadamente 300 km são percorridos na Serra da Mantiqueira, passando por vistas incríveis, como a visão do cume da Pedra do Baú, em São Bento do Sapucaí. A viagem é repleta de pequenas cidades e leva o cicloturista a refletir sobre a capacidade de ser humilde, o contato com a natureza, e acima de tudo, em sua fé, ao chegar em Aparecida, um dos marcos religiosos do país.

 

7.Estrada da Graciosa (Curitiba - Morretes) – PR

Percurso de bike: 70 km / Dificuldade: Moderada

Passeio de bike na Estrada da Graciosa para Morretes

Foto: Forum Mudial da Bici

O trajeto Curitiba – Morretes é famoso principalmente devido ao passeio de trem, que liga as duas cidades e colocou o nome da Serra da Graciosa em evidência. Mesmo o passeio de trem sendo sensacional, a descida da serra de bicicleta cria uma nova perspectiva. Ao entrar neste ambiente ouvindo somente o barulho dos pneus da bicicleta fica mais fácil de observar a vida presente na Mata Atlântica.

A descida da Graciosa está praticamente toda calcada com paralelepípedos ou asfalto e apesar das descidas representarem a maior parte do percurso, também existem subidas e algumas bem longas. O ponto final, a cidade de Morretes, é uma linda cidade histórica, famosa pelo barreado, prato típico da região, preparado em panela de barro.

 

8.Caminho da Luz (Tombos até Pico da Bandeiras) – MG e ES

Percurso de bike: 180 km / Dificuldade: Moderada

Passeio de bike no Caminho da Luz

Foto: Caminho da Luz

O Caminho da Luz recebe este nome devido à presença de fragmentos de mica e cristais, que emergem do solo e brilham ao refletir a luz do sol, tanto nas proximidades da trilha como nas cordilheiras descortinadas no horizonte. Esse é um roteiro muito procurado para a prática de trekking, mas também pode ser feito de bicicleta por toda a sua extensão. Inclusive, o evento Bike Luz acontece todos os anos, juntando até 100 inscritos para percorrer o Caminho da Luz, durante 4 dias de pedal.

A viagem é feita por um caminho todo sinalizado, passando por fazendas centenárias, matas e cachoeiras. O início é na base da Cachoeira de Tombos, a quinta maior em volume de queda d’água do país e o fim do passeio de bike é na base do Pico da Bandeira, com 2890 metros de altitude, um os mais altos do Brasil.

 

9.Gramado até Canela – RS

Percurso de bike: 26 km / Dificuldade: Fácil

Passeio de bike de Gramado a Canela

Foto: Bike Sport

O clima serrano de Canela e Gramado propiciam um ótimo ambiente para andar de bike. Na região existem operadoras especializadas em cicloturismo, que oferecem passeios de todos os níveis, incluindo paradas em cervejarias e a passagem por um dos símbolos de Canela, a Cachoeira do Caracol, com 131 metros de queda.

Um dos roteiros de bike mais famosos da região é sair de Gramado e pedalar até Canela. Esse trajeto intercala trechos de estrada de chão e asfalto e possui uma variação de 200 metros de altitude. O passeio é leve e pode ser feito mesmo por pessoas com pouca experiência em cicloturismo. No entanto é importante ter bom preparo físico. O charme das cidades de Canela e Gramado complementam a viagem!

 

10.Lagamar (Cananeia – Paranaguá) – SP e PR

Percurso de bike: 100 km / Dificuldade: Moderado

Passeio de bike na região do Lagamar

Foto: Bicicreteiro

Que tal pedalar na areia e por ilhas e praias desertas? A Lagamar tem início na cidade histórica de Cananéia - SP e termina em Paranaguá – PR. Outros roteiros também existem, finalizando em Guaraqueçaba, Morretes ou ainda iniciando em outras localidades. Não é ainda um roteiro bem estruturado, com planilhamentos.

Grande parte da viagem é feita pedalando por praias de areia bem compactada e atravessando ilhas de barco ou balsa. O roteiro passa pelo Parque Nacional do Superagui, com seus 38 km de praias virgens, e a Ilha do Mel, famosa pelas suas praias paradisíacas. A região do Lagamar é considerada o maior trecho contínuo de Mata Atlântica no país.

 

11.Rota do Descobrimento (Prado - Porto Seguro) – BA

Percurso de bike: 110 km / Dificuldade: Moderada

Passeio de bike na rota do descobrimento bahia

Foto: Sampa Bikers

Mais um passeio de bike por praias e pedaladas na areia. A Rota do Descobrimento tem como objetivo alcançar a cidade de Porto Seguro na Bahia, o primeiro local de chegada dos portugueses ao Brasil em 1500.

A viagem de bicicleta tem duração média de 6 dias, pedalando por falésias, coqueirais, cruzando rios e se aproveitando da rica culinária baiana. As paisagens cruzadas por esse roteiro englobam as paradisíacas Cumuruxatiba, Corumbau, Caraíva, Curuípe e Trancoso. Para quem gosta de praia e bicicleta, o roteiro atende com perfeição. Ainda sobra um bom tempo para aproveitar e mergulhar pela região, famosa pelos corais e águas cristalinas.

Empresas especializadas organizam todos os detalhes da viagem e oferecem o roteiro com saídas a partir de São Paulo.

 

12. Jalapão (Novo Acordo - Ponte Alta do Tocantins) – TO

Percurso de bike: 450 km / Dificuldade: Difícil

Viagem de bike pelo Jalapao

Foto: Wanderluster

O Jalapão vem ganhando destaque ano após ano no cenário do turismo natural no Brasil. E este lugar exótico não poderia ficar fora da nossa lista. Em um lugar de difícil acesso por carros sem tração nas 4 rodas, a bicicleta é uma ótima opção.

O percurso é um pedal pesado, principalmente pela quantidade de areia nas estradas, mas muito recompensador. Este roteiro cruza as duas cidades de entrada para o Jalapão, Ponte Alta do Tocantins e Novo Acordo, passando por Mateiros, município onde se concentram as principais atrações do Jalapão. Para quem não conhece, a viagem ao Jalapão se resume em pores do sol em dunas, mergulhos em cachoeiras de águas azuis e poços cristalinos.

 

13. Estrada da Petrobras (Salesópolis - Caraguatatuba) – SP

Percurso de bike: 68 km / Dificuldade: Moderada

Passeio de bike na estrada da Petrobras

Foto: Jota

Para os paulistanos de plantão. A Estrada da Petrobrás tem início na cidade de Salesópolis – SP, localizada a 115 km de São Paulo. Esse é um roteiro já consagrado no Off Road e que está recebendo, a cada dia, mais ciclistas.

Cachoeiras, rios e lindas paisagens fazem parte deste trajeto. A estrada tem muitas subidas e descidas e está razoavelmente bem conservada para percorrê-la e uma viagem de bicicleta. O trecho final abrange uma descida de aproximadamente 10 km de extensão em meio a mata.

Silas Barbi

Praticante de trekking, escalada, mergulho livre e profissional de marketing por formação. Acredita em mundo com menos rotina e mais aventura. Suas duas paixões são o Brasil e a Natureza e não é por acaso que o seu principal objetivo de vida é levar as pessoas para conhecer as belezas naturais do Brasil.