10 Trilhas para quem está começando no Trekking
16/05/2017

10 Trilhas para quem está começando no Trekking

Fizemos uma seleção de ótimas trilhas para quem está começando a praticar esse incrível esporte que é o trekking. Fazem parte da lista trilhas em São Paulo,  Rio de Janeiro, Minas Gerais e mais.

São trilhas de pouca dificuldade técnica, percursos reduzidos, mas que não perdem por nada em beleza. As paisagens e vistas são incríveis!

1. Pico do Lopo
Uma ótima trilha para quem quer se aventurar pela primeira vez na prática dessa atividade, o Pico do Lopo está situado na Serra do Lopo (uma ramificação da Serra da Mantiqueira), em uma pequena cidade de Minas Gerais chamada Extrema. O trekking que leva até seu topo é considerado fácil – inclusive, é indicado para pessoas de todas as idades – e isso se deve principalmente por ser um percurso curto (cerca de duas horas para chegar ao cume) e por ser muito bem demarcado e ter um fácil acesso. Durante o caminho, você ainda poderá avistar belíssimas paisagens (como a Pedra das Flores, que tem esse nome por conta das plantas que florescem no outono e inverno) e vistas panorâmicas de tirar o fôlego (como dos mirantes naturais, de onde é possível observar toda a região ao redor).



  Clique e Conheça as nossas saídas para fazer a Trilha do Lopo


2. Sete praias de Ubatuba
A “Trilha das Sete Praias” é uma excelente maneira de unir esse esporte de aventura com as belas e desertas praias de Ubatuba, um dos locais mais frequentados do litoral norte do estado de São Paulo. Assim como a do Pico do Lopo, a facilidade dessa trilha se deve ao caminho relativamente curto e tranquilo de dez quilômetros que não apresenta nenhuma grande dificuldade ao praticante, e, portanto, podendo ser feito até mesmo por crianças e idosos (sendo necessário apenas que gostem de caminhadas e da natureza). Durante o trekking, você conhecerá algumas das praias mais bonitas de Ubatuba (algumas, inclusive, desertas e cujas paisagens naturais permanecem intocadas), como as da Lagoinha, do Oeste, do Peres, do Bonete, do Cedro Sul, Grande Bonete e Deserta.



  Clique e Conheça as nossas saídas para fazer a Trilha das 7 Praias de Ubatuba


3. Base das Montanhas de Itatiaia
O primeiro parque nacional do Brasil, mais conhecido como o Parque Nacional do Itatiaia, situado na Serra da Mantiqueira, é um dos melhores lugares para quem gosta ou gostaria de praticar esportes de aventura, como o trekking e o montanhismo, pois abriga tanto alguns dos pontos mais altos do país como também passeios mais leves que são indicados para pessoas de todas as idades. Para os iniciantes, a opção do roteiro de trekking “light” inclui conhecer as bases das principais montanhas do Parque e então escalar o Morro do Couto, a 9ª maior montanha do Brasil – apesar de alta, a trilha possui cerca de seis quilômetros e leva apenas uma hora e meia para chegar ao topo a partir do estacionamento, além de ter acesso fácil. Lá de cima e durante o percurso, é possível observar vistas panorâmicas de tirar o fôlego, como a do Vale do Paraíba, do Vale do Rio do Salto, da Pedra da Capivara e do Pico das Agulhas Negras (o ponto mais alto do estado do Rio de Janeiro e o quinto maior do Brasil).

  Clique e Conheça as nossas saídas para o Parque Nacional de Itatiaia


4. Vale das Ostras
Considerada uma das trilhas mais bonitas do estado de São Paulo devido a suas paisagens naturais, o Vale das Ostras está localizado dentro da Área de Proteção Ambiental dos Quilombos do Médio Ribeira, na comunidade quilombola do Sapatú, em Eldorado. Passando por cenários de tirar o fôlego – são doze cachoeiras no total (sendo a última delas, a Cachoeira Meu Deus, a mais alta e impressionante), além de cavernas (incluindo a famosa Caverna do Diabo) e sete piscinas naturais – em um percurso de cerca de seis quilômetros, o trekking é considerado de nível fácil por não exigir muito esforço físico dos praticantes, basta apenas gostar de caminhadas e não ter problemas em caminhar sobre pedras.



  Clique e Conheça as nossas saídas para fazer a Trilha do Vale das Ostras


5. Travessia São Francisco Xavier – Monte Verde
Uma atividade bastante popular entre turistas que visitam a região, essa famosa e histórica trilha liga Monte Verde, em Minas Gerais, a um pequeno mas encantador distrito de São José dos Campos conhecido como São Francisco Xavier. O trekking, cujo nível é considerado de leve a moderado, mas não apresenta grandes dificuldades, possui aproximadamente onze quilômetros e pode levar até seis horas para completá-lo, sendo que a primeira metade do percurso envolve um pouco mais de subidas e a segunda metade é apenas descida. Durante a travessia, a paisagem que se tem é a da Serra da Mantiqueira e, com alguma sorte, você ainda poderá ver o macaco Muriqui, o maior da América Latina e que está em fase de extinção.



  Clique e Conheça a nossa saída para fazer a Travessia Monte Verde x São Francisco Xavier


6. Trilha Capão–Guiné
Um dos trekkings mais bonitos e populares da Chapada Diamantina, na Bahia, a trilha liga o Vale do Capão à Vila de Guiné e fornece cenários deslumbrantes do coração desse grandioso Parque, da região do Vale do Pati e dos Campos Gerais do Vieira, entre tantas outras belíssimas paisagens naturais. Apesar de ser bastante longa, com 18 quilômetros de extensão, a trilha é considerada de nível fácil a moderado por ser, em sua grande maioria, uma caminhada plana e relativamente leve, sendo apenas os dois primeiros quilômetros de subidas, mas vale lembrar que qualquer esforço físico exigido por esse trekking é altamente recompensado com muita beleza natural.



  Clique e Conheça esse pacote na Chapada Diamantina que inclui essa bela caminhada


7. Pico do Jaraguá
Ponto mais alto de São Paulo (1.135 metros de altitude), localizado no limite com Osasco, o Pico do Jaraguá fornece uma das vistas panorâmicas mais belas e inusitadas da capital paulista – destino final da trilha do Pai Zé, que, apesar de curta, com apenas dois quilômetros, é repleta de atrativos naturais e até históricos durante o trajeto (como um oratório em ruínas onde Pai Zé, antigo líder religioso, realizava seus trabalhos). A trilha pode ser feita por qualquer um, independentemente da idade, pois mesmo sendo íngrime, a caminhada é tranquila e rápida.



8. Trilha das Três Pedras
As “Três Pedras”, situadas na divisa entre as cidades de Botucatu, Bofete e Pardinho, no interior do estado de São Paulo, se trata de um conjunto de morros de arenito vermelho que forma um cenário incrível e fascinante dos vales, montanhas e até mesmo de mistérios que atraem grupos de místicos e esotéricos à região. Para chegar ao topo das Três Pedras, não é necessário muito esforço físico. São aproximadamente cinco quilômetros de um trajeto cujo nível é considerado fácil, apenas com uma escalaminhada no final para se atingir o cume. A paisagem rústica lá de cima é absolutamente imperdível.



  Clique e Conheça nossas saídas para o Trekking das 3 Pedras


9. Mirante da Serra do Espírito Santo - Jalapão
Uma das trilhas mais bonitas do Jalapão é a da Serra do Espírito Santo, uma incrível formação rochosa que também ficou conhecida como o principal cartão-postal da região por causa de seu cenário digno de filme. O trekking, que leva até o topo do mirante dessa Serra, tem cerca de oito quilômetros, sendo que apenas o começo do percurso possui subida íngreme – o restante do caminho é considerado tranquilo e fácil de percorrer, pois o terreno fica completamente plano. Além disso, mesmo com um pouco de esforço físico que é necessário para completar o trajeto, a recompensa é a paisagem que se tem a partir do mirante, de onde se observa o cerrado, diversas plantas exóticas, fascinantes formações rochosas e toda a imensidão do Parque do Jalapão.

  Clique e Conheça nossos pacotes para o Jalapão


10. Morro Dois Irmãos
Um dos cartões-postais mais famosos do Rio de Janeiro, o Morro Dois Irmãos se trata de uma formação rochosa localizada no bairro do Vidigal onde inúmeros turistas e até mesmo moradores locais sobem até seu cume, a mais de 500 metros de altitude, para terem a oportunidade de admirar uma incrível vista de 360º que se estende desde algumas regiões da cidade, como Ipanema, Leblon e Lagoa até as Ilhas Cagarras, Niterói e o Oceano Atlântico. Apesar de alto, a trilha que leva ao seu topo é fácil e curta, sendo menos de dois quilômetros de extensão e levando de uma a duas horas para completar o percurso, além de ter acesso extremamente simples.


Foto: Diogo Canto

Flavio Nodomi

Praticante de mergulho autônomo, trekking e escalada. Amante de fotografia, viagem e natureza, já viajou para diversos países e cidades brasileiras registrando em fotos alguns dos cenários naturais mais bonito do mundo.