Turismo na Ilha de Marajó - Natureza e História
04/04/2017

Turismo na Ilha de Marajó - Natureza e História

A Ilha de Marajó, que fica no estado do Pará, além de ser a maior ilha do Brasil, é também a maior ilha flúvio-marítima do mundo inteiro, com cerca de 40 mil quilômetros quadrados banhados pelo Oceano Atlântico e pelos rios Amazonas e Tocantins. Para quem deseja fazer uma viagem diferente e conhecer as belezas ainda desconhecidas de nosso país, essa exuberante região é um destino imperdível, pois é por lá onde você poderá encontrar um cenário exótico e muito especial, como praias desertas de água salobra, dunas, igarapés, rios, mangues, florestas de mata nativa e uma diversificada flora e fauna.


Foto: Celso Abreu

Entre os principais atrativos da Ilha de Marajó estão as praias Grande, de Soure, Barra Velha, de Joanes, do Pesqueiro e do Araruna, que se destacam das outras praias do Brasil por serem quase completamente desertas e de água salobra (mistura de água salgada com doce); a cidade de Soure, considerada a “capital” da ilha, pois conta com a maior quantidade de restaurantes, fazendas e casarões históricos que mostram os importantes traços da cultura marajoaras; a cidade de Salvaterra, que também possui diversas grandes atrações históricas, como as ruínas jesuíticas do século XVII, rastros da época da colonização; e, é claro, um dos principais e mais interessantes atrativos, seu rebanho de búfalos, que equivale a mais de 600 mil cabeças e é o maior de todo o país.

   Conheça a Ilha do Marajó! Veja os pacotes do Desviantes para a Ilha do Marajó




As fazendas marajoaras também fazem parte dos principais atrativos da Ilha de Marajó, e isso se deve à beleza desses lugares. A Fazenda São Jerônimo, por exemplo, é lar de algumas das mais bonitas paisagens de toda a ilha, tendo sido, inclusive, cenário de programas de TV e de fotografias para revistas; a Fazenda Bom Jesus é imensa e abriga os mais variados tipos de animais, como cavalos, tartarugas, jacarés, macacos e diversas espécies de aves, além de ser possível montar nos búfalos; e a Fazenda Furo de Miguelão passa de barco ou lancha por dentro de um canal em um trajeto de 1.500 metros coberto por vegetação densa de mangue, onde pode-se observar a fauna e flora típica da região.



A melhor época para visitar a incrível Ilha de Marajó é entre os meses Junho a Janeiro, pois como o clima por lá é bastante úmido e quente, nesse período as temperaturas estão mais amenas e o risco de chuvas é muito menor, facilitando a prática de atividades e passeios.




Curiosidades sobre a Ilha de Marajó por Desviantes

  • A Ilha de Marajó já foi o lar de mais de 40 mil pessoas no período pré-colonização, entre os anos de 400 e 1300. A sociedade era de linhagem materna e dominavam a produção de cerâmica. A tradição da cerâmica existe até hoje na ilha e ganhou a nominação de cerâmica marajoara.
  • A população da Ilha do Marajó é de mais de 500 mil pessoas, de acordo com o último senso de 2015
  • Para se ter uma ideia do tamanho da Ilha do Marajó: Seu território é maior do que o território do estado do Rio de Janeiro
  • A carne de búfalo é dos pratos típicos da ilha
  • O período de chuvas acontece de fevereiro a maio, quando 2/3 da ilha ficam alagados.
  • É aconselhável vacinar-se contra febre amarela pelo menos 15 dias antes de visitar o local
Flavio Nodomi

Praticante de mergulho autônomo, trekking e escalada. Amante de fotografia, viagem e natureza, já viajou para diversos países e cidades brasileiras registrando em fotos alguns dos cenários naturais mais bonito do mundo.