Trekking no Vale do Pati - 8 dias - Saídas Promocionais

Próxima saída:

02/04/2017 16:00

Origem:

Lençóis - BA

Destino:

Chapada Diamantina - BA

Duração:

8 dias

De
R$ 3.624
por
R$ 2.738,00
por pessoa
  • Principais informações

    • Preço:
      De R$ 3.624 por R$ 2.738,00 por pessoa
    • Horários de saída:
      16:00
    • Local de saída:
      Lençóis - BA
    • Avaliação:
    • Nível de dificuldade:
    • Próxima saída:
      02/04/2017 16:00
  • Avaliações

    • Nenhuma avaliação encontrada
  • Como funciona

    • Preencha o formulário com seus dados, número de participantes e uma opção de data
    • Clique em "Quero saber mais" para enviar as informações
    • Entraremos em contato para esclarecer dúvidas e informar a disponibilidade
    • Sem dúvidas? Receba um link de pagamento com opção de parcelamento
    • Confirmado o pagamento você recebe um comprovante com todos os detalhes da viagem
    • Boa Viagem!!!
  • Formas de pagamento

    • Cartões de crédito

      • VISA
      • MasterCard
    • Boleto e transferência

      • Boleto Bancário
      • Transferência Bancária
  • Próximas saídas

    Saídas com dias marcados em 2017: 19/03, 02/04, 21/05

    Possibilidade de saídas em outras datas, mas com alteração de preço.

  • Descrição

    Pacote de 8 dias na Chapada Diamantina incluindo o famoso trekking de 5 dias no Vale do Pati, uma das caminhadas mais bonitas do Brasil. Além do Vale do Pati, você conhecerá: 1) Morro do Pai Inácio, cartão postal da Chapada ; 2) Arredores de Lençóis, com suas cachoeiras e morrões; 3) Arredores do Vale do Capão, vilinha riponga da Chapada; 4) Poço Azul, gruta de água azul cristalina e que você pode mergulhar.

    O pacote é uma imersão na Chapada, ideal para quem gosta de caminhar e conhecer novas culturas. As hospedagens, translados, passeios e boa parte das refeições estão inclusos. Confira mais detalhes abaixo (Roteiro).

  • Hospedagens e valores

    Importante: O preço sofre alteração de acordo com o tipo de hospedagem e quarto escolhidos

    Hospedagens Triplo Duplo Individual
    Pouso da Trilha Hospedagem (Tipo B) 2.681,00 2.738,00 2.958,00
    Pouso da Trilha Hospedagem (Tipo A) 2.755,00 2.838,00 3.091,00
    Hotel de Lençóis (Standard) - 2.915,00 3.336,00
    Hotel Canto das Águas (Canto do Sossego) - 2.958,00 3.405,00

    Preços válidos para as saídas em 2017: 19/03, 02/04, 21/05

  • Roteiro

    Legenda para refeições: C - café da manhã / A - almoço / Lt - lanche de trilha / J - jantar

    1º dia - VALE DO CAPÃO - Pernoite no Vale do Capão.
    2º dia - VALE DO CAPÃO - GERAIS DO VIEIRA E GERAIS DO RIO PRETO - VALE DO PATI (C,Lt,J) - Pernoite em casa de morador.
    3º dia - CACHOEIRÃO POR CIMA (C,Lt,J) - Pernoite em casa de morador.
    4º dia - CACHOEIRA DO FUNIL E LAJEDO - MORRO DO CASTELO - VALE DO PATI (C,A,J) - Pernoite em casa de morador.
    5º dia - PATI DE CIMA - PATI DE BAIXO - (C,Lt,J) - Pernoite em casa de morador.
    6º dia - VALE DO PATI - ANDARAÍ - POÇO AZUL - PAI INÁCIO - LENÇÓIS (C,A) - Pernoite em Lençóis.
    7ºdia - LENÇOIS (C) - Pernoite em Lençóis.
    8º dia - LENÇÓIS (C)

    ROTEIRO DETALHADO

    1º dia - VALE DO CAPÃO - Recepção no aeroporto de Lençóis e transfer para acomodação no Vale do Capão. No percurso, parada para apreciar o entardecer no Morro do Pai Inácio, cartão postal da Chapada Diamantina.. Pernoite no Vale do Capão.

    2º dia - VALE DO CAPÃO - GERAIS DO VIEIRA E GERAIS DO RIO PRETO - VALE DO PATI (C,Lt,J) - Início do trekking do Vale do Pati passando pelos campos de altitude do Gerais do Vieira e Gerais do Rio Preto e pela Ruinha até chegarmos na casa de morador. Pernoite no local.

    * Caminhada: 22km - grau de dificuldade: Difícil - Caminhada de longo curso e com diversos trechos de subida e descida. Travessia do rio Capão no início da trilha e travessia de córregos (Galinhas, Ancorado, Cristais, Ruinha) ao longo do trajeto.

    3º dia - CACHOEIRÃO POR CIMA (C,Lt,J) - Caminhada até o Cachoeirão por cima. Pernoite na casa de morador.

    * Cachoeirão - é a segunda maior cachoeira da Chapada. Dependendo da quantidade de chuvas que ocorrerem nos dias anteriores pode-se avistar mais de 20 quedas d´água despencando de quase 280 metros de altura!!!!

    * Caminhada: 16 km ida e volta - grau de dificuldade: Médio - Caminhada com trecho de 2km de subida e 6 km em trilha plana. O retorno é feito pela mesma trilha.

    4º dia - VALE DO PATI - CACHOEIRA DO FUNIL E LAJEDO - MORRO DO CASTELO (C,A,J) - Caminhada (2,5km - 40min) até a Cachoeira do Funil (50m) e do Lajedo (10m) . Parada para banho. Caminhada até a casa de morador (3km). Almoço. Escalaminhada até o Morro do Castelo (5km ida e volta). Jantar e pernoite na casa de morador.

    * Caminhada: Total de 10km - Grau de dificuldade: Médio - no trecho entre a casa de morador até a Cachoeira dos Funis - 600m de subida no início da trilha, 1km de descida até o leito do rio e 400m saltando pedras ao longo rio Pati. - Grau de dificuldade: Difícil - no trecho entre a casa de morador até o Morro do Castelo - A subida do Morro do Castelo contém trechos realmente íngremes que sugerem o uso do apoio com as mãos. No retorno, a descida dos mesmos trechos íngremes é vencida agachando-se.

    5º dia - PATI DE CIMA - PATI DE BAIXO (C,Lt,J) - Caminhada pelo Vale do Pati até a casa de morador, próximo ao Vale do Cachoeirão. Paradas para banho durante a travessia no Rio Pati. Acomodação, jantar caseiro e pernoite na casa de morador.

    * Caminhada: 12km - grau de dificuldade: Médio - A maior parte da caminhada é feita em descida, porém bastante suave. No caminho, acontece a travessia do Rio Pati num trecho de 25m saltando as pedras que sobressaem no rio.

    6º dia - VALE DO PATI - ANDARAÍ - POÇO AZUL - PAI INÁCIO - LENÇÓIS (C,A) - Caminhada até Andaraí. Traslado até o Poço Azul (30km de asfalto e 15km de terra - 50min). É permitido mergulho de 20 minutos. Almoço no local (comida caseira). Traslado para o Morro do Pai Inácio para assistir o por do sol (83km no asfalto e 17km de terra +15min de caminhada em aclive). Retorno a Lençóis. Pernoite em Lençóis.

    * Poço Azul - Dentro de uma caverna o Poço Azul possui um lago de águas cristalinas com uma plataforma de madeira para facilitar o acesso ao poço. As luzes dentro do poço mudam de acordo com o deslocamento do sol.

    * Caminhada: 16km - grau de dificuldade: Difícil - O trajeto é dividido em 25m de travessia do Rio Pati, 4 km de subida da Ladeira do Império em aproximadamente 1h30min e 12 km de descida sem sombra até Andaraí em 3h00min em média.

    * Morro do Pai Inácio (1240m) - considerado um dos cartões postais da Chapada Diamantina o Morro do Pai Inácio propicia uma das mais espetaculares vistas da região, os vários morros achatados que caracterizam a paisagem desse local.

    7º dia - LENÇÕES (C) - Dia livre. Pernoite em Lençóis.

    8º dia - LENÇÓIS (C) - Traslado ao aeroporto de Lençóis.

    Porque ir?

    Muito além de uma caminhada de longo curso com belíssimas paisagens, extensos campos de altitude e imponentes cachoeiras, a Travessia do Vale do Pati ainda oferece outro atrativo igualmente enriquecedor: a vivência com os nativos e a experiência de fazer parte de um roteiro altamente sustentável que possibilitou a permanência dessas famílias dentro dos limites do Parque Nacional. Diferente da maior parte da Chapada Diamantina, que viveu a ascensão com a exploração diamantífera, o Vale do Pati experimentou o apogeu socioeconômico cultivando grandes plantações de café. Tal época de ascensão manteve centenas de famílias com uma modesta estrutura de escola, comércio e serviços, que após o declínio do cultivo, junto à Crise de 1929, abandonaram o Vale e migraram para algumas cidades do entorno do Parque e até mesmo para grandes capitais para trabalharem em construções civis. As poucas famílias que resistiram a essa decadência, encontraram no ecoturismo a oportunidade de permanecerem no Vale do Pati, de maneira sustentável. A agricultura extensiva saiu de cena e deu espaço para a consciência ecológica. A preservação da natureza atraiu visitantes de diversos países. E essa rica história, os saberes de famílias tradicionais e a cultura de um povo que vive isolado no coração da Chapada Diamantina são repassados pelos próprios atores locais, em pernoites e refeições típicas que acontecem dentro das suas casas.

  • O que está incluso

    - traslados privativos compartilhados para todos os clientes;
    - hospedagem com café da manhã;
    - todos os passeios citados com acompanhamento de guia, taxas e transporte quando necessário;
    - carregador(es) para ítens pessoais (Limite de um "bag"de 25 litros para acomodar a bagagem pessoal que será levada pelos carregadores). Para saídas com apenas 1 pessoa, o carregador será o próprio guia;
    - refeições mencionadas no roteiro;
    - seguro viagem;
    - brinde exclusivo;

  • O que não está incluso

    - refeições e bebidas não mencionadas;
    - despesas pessoais;
    - qualquer outro item não mencionado como incluso.

  • O que levar

    É obrigatório o uso de calçado fechado (tênis ou bota) e com solado apropriado para atividade (emborrachado, tratorado, com boa aderência, resistente à abrasão). Recomendado o uso de botas (com cano longo)

  • Infraestrutura

    • Alimentação: A comida é caseira: arroz, feijão, carne ou frango, abóbora, chuchu, tomate, rúcula, ovo frito, farofa, farinha e de sobremesa, doce de banana. Podemos encontrar alguns pratos mais regionais como o cortado de palma (cactos) e godó de banana (picadinho de banana verde)
    • Traslados e passeios em veículos fretados. Para melhor aproveitamento do roteiro e devido as condições das estradas locais, em alguns passeios poderão ser utilizados veículos off road (4 x 4).
    • Durante a travessia do Vale do Pati, a hospedagem é realizada em casas de moradores onde há energia solar somente para alguns pontos de luz. Não há energia para os chuveiros e desta forma o banho deve ser tomado imediatamente após a chegada da trilha, quando a temperatura da água ainda é suportável.
    • Na cidade de Lençóis há um Hospital Público, em Palmeiras há posto de saúde e em Andarai há uma Santa Casa. Em caso de necessidade o passageiro será transportado para Salvador, onde há maiores recursos.
      O seguro contratado não cobre traslados em caso de acidente, cujos custos deverão ser arcados pelo passageiro.
    • A travessia do Vale do Pati é estruturada de maneira a contemplar a segurança e satisfação de nossos clientes e colaboradores. A experiência e conhecimento de nossa equipe de guias minimizam eventuais riscos. Todavia, em caso de necessidade de resgate, será operado pela equipe qualificada de guias, que contam com a ajuda das brigadas de incêndio do parque nacional da Chapada Diamantina e do Corpo de Bombeiros da cidade de Lençóis. Normalmente os resgates são realizados com a utilização de mulas. Resgates com helicópteros, quando necessários, serão solicitados a cidade de Salvador podendo demorar até 24 horas. Não possuímos telefone via satélite não havendo outro meio de comunicação telefônica dentro do Vale do Pati. O acesso a um telefone pode demorar até duas horas.
  • Dias e horários

    Saídas com dias marcados em 2017: 19/03, 02/04, 21/05

    Possibilidade de saídas em outras datas, mas com alteração de preço.