Serra da Bocaina o que fazer e pontos turísticos

A Serra da Bocaina é uma região que está situada na divisa entre os estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, ligando o litoral fluminense ao Vale do Paraíba por um caminho aberto pelos índios há muito tempo atrás. Com uma área de mais de cem mil hectares e de muita exuberância, que abriga uma biodiversidade rica de paisagens naturais (como cachoeiras, praias e mirantes), de flora (com a maior extensão contínua de mata atlântica do Brasil) e de fauna (com diversas espécies de animais ameaçados de extinção), acabou se tornando Parque Nacional para que toda sua abundância possa ser protegida para a população das cidades da região, que incluem Paraty, Angra dos Reis, São José do Barreiro, Cunha e Ubatuba (sendo que 60% de seu território está localizado no Rio de Janeiro e 40% em São Paulo).

Com porta de entrada em São José do Barreiro, no Vale do Paraíba, onde também está sua sede principal, e indo até o litoral de Paraty, a Serra da Bocaina reúne as mais belas e diversas atrações que atraem todos os amantes da natureza, de atividades de aventura e também de história. São trilhas que levam às incríveis cachoeiras, mirantes que oferecem vistas privilegiadas, praias de águas cristalinas e atrativos culturais que contam sobre a história dos tempos do Brasil colonial.

A Serra da Bocaina é onde fica a famosa Trilha do Ouro, um dos grandes trekkings turísticos do Brasil, que se resume em uma caminhada de quatro dias que reúne muito bem em único passeio todo o potencial de turismo da Serra da Bocaina: Pousadas Aconchegantes, Cachoeiras Gigantes, História, Cultura e muita hospitalidade.

  • O que fazer para se aventurar na Serra da Bocaina

    1. Trilha do Ouro: Principal atração do Parque, também conhecida como Caminho de Mambucaba, essa trilha é um antigo caminho colonial construído pelos índios no século XVII para escoar o ouro que vinha de Minas Gerais. Com 40 quilômetros de extensão, a travessia é percorrida em três ou quatro dias de caminhada moderada, passando por lugares históricos, como fazendas centenárias e ruínas de um antigo engenho de cana-de-açúcar, e pelas cachoeiras mais famosas da região, como a Santo Izidro, a dos Veados e a das Posses.

    2. Pico do Tira Chapéu: É o ponto mais alto da Serra da Bocaina e uma de suas principais atrações, com mais de dois mil metros de altitude e de onde é possível ver desde o Vale do Paraíba até as baías de Angra dos Reis e Paraty. A trilha de nove quilômetros até seu topo, apesar de não muito difícil, possui subidas e pode durar até duas horas, dependendo do ritmo da caminhada.

    3. Pico da Bacia: Segundo maior cume da região, com 2.050 metros de altitude, atrás apenas do Pico do Tira Chapéu, oferece uma bela vista para as cidades do Vale do Paraíba, como Resende, Itatiaia, Cruzeiro e a Serra da Mantiqueira. É necessário encarar uma trilha de 16 quilômetros no total (ida e volta) para chegar até seu topo.

    4. Mirante do Sobrado: Um dos mirantes mais visitados, principalmente pelos amantes de trekking, possui mais de 1.800 metros de altitude e a subida até seu topo pode demorar até duas horas. É usado como observatório de todo o planalto da Serra da Bocaina, pois fornece uma incrível vista do vale do rio Mambucaba, dos Campos da Bocaina, da Serra do Mar, da Serra da Mantiqueira e, em dias claros, da Baía de Paraty.

  • O que fazer para relaxar na Serra da Bocaina

    1. Cachoeira Santo Izidro: Diferentemente das outras cachoeiras, esta pode ser acessada por uma trilha muito tranquila e curta a partir do planalto da Serra da Bocaina. É formada por uma sequência de duas quedas e tem um belíssimo poço de águas cristalinas e de tons verde-esmeralda, ideais para um mergulho relaxante. É um dos passeios mais incríveis da Serra da Bocaina e também uma de nossas cachoeiras favoritas para mergulhar.

    2. Pedra da Macela: Localizada na cidade de Cunha, em São Paulo, essa atração fornece uma incrível vista de 360º de Ilha Grande e das baías de Angra dos Reis e Paraty a partir de seu topo, a mais de 1.800 metros de altitude. A estrada até lá é asfaltada e pode ser feita primeiramente de carro e então a pé em uma caminhada muito leve e curta. É um ponto turístico que deve ser conhecido por todos que querem fazer uma caminhada leve e ainda assim ter uma vista incrível.

    3. Praias: Enquanto as cachoeiras e mirantes se encontram na “parte alta” do Parque, as praias estão situadas em sua “parte baixa”, no litoral, podendo ser acessadas a partir de Paraty, no estado do Rio de Janeiro. As principais são as praias do Meio e da Caixa d’Aço, emolduradas por vegetação de mata atlântica, costões rochosos e rios com corredeiras e quedas d’água.

    4. Fazendas históricas: Para turistas que procuram conhecer sobre a cultura e história da região em um passeio mais tranquilo, a Serra da Bocaina abriga cerca de 80 propriedades que preservam a arquitetura colonial e objetos da época do ciclo do ouro e do café, com direito a tours e atividades para todos os visitantes.