Equipamentos básicos para trekking
18/09/2017

Equipamentos básicos para trekking

Foto da Capa: Glenn

O trekking é um esporte de aventura muito emocionante e recompensador e, por isso, é tão popular. E para praticá-lo com segurança e conforto, deve-se considerar alguns fatores e detalhes importantes, como o clima, a duração e o nível de dificuldade da trilha, para que você saiba quais equipamentos são essenciais para fazer e aproveitar essa atividade ao máximo. Para ajudar os iniciantes do trekking, o Desviantes listou os itens indispensáveis para um trekking sem pernoites (quando o trajeto pode ser feito em um único dia) e um trekking com pernoites (quando o trajeto é longo demais para fazer tudo em um só dia e é necessário acampar no local).

No entanto, certifique-se sempre que o peso de sua mochila está leve antes de embarcar para uma caminhada, pois você terá que carregá-la pelo trajeto inteiro, então quanto menos peso, melhor. Além disso, também vale lembrar que os equipamentos que estamos levando em consideração nesta lista são para viagens guiadas, onde barracas e utensílios de cozinha já estão inclusos nos pacotes (são levados pelos guias) e, por isso, não foram acrescentados aqui.


1. Equipamentos para Trekking sem pernoite

Bota laceada
O calçado é muito importante para as caminhadas, pois se o que você estiver usando não for confortável, é possível que você sentirá muita dor nos pés e não conseguirá completar o trekking. Portanto, certifique-se que suas botas estejam bem laceadas e maleáveis para seu próprio conforto, além de impermeáveis e aderentes para sua segurança.


Foto: Show Tenis

Meias grossas
Muitas pessoas não dão muita importância para as meias, acreditando que, se as botas são confortáveis, tanto faz que tipo de meia está usando, mas a verdade é que deve-se atentar a esse item tanto quanto ao seu calçado. O motivo disso é que as meias podem ficar molhadas por conta de suor ou dependendo das condições da trilha (pode haver poças d’água, pode estar chovendo, etc.), o que pode causar feridas nos pés como bolhas, micoses e frieiras, portanto, evite usar meias de algodão e opte por meias especializadas para a prática de trekking, como as de lã sintética, que são mais grossas e irão proteger seus pés.


Foto: Arco de Flecha

Cantil ou Camelbak
Independentemente se está calor ou frio, beber água durante a caminhada é extremamente crucial para que você possa manter seu corpo hidratado e, consequentemente, saudável e disposto para realizar sua aventura. Portanto, sempre leve consigo algum tipo de bolsa de hidratação, como um cantil, que é o mais tradicional de todos os modelos, ou então um camelbak, que, apesar de mais caro, é muito prático, pois se trata de uma mochila com espaço interno para carregar sua água e de onde você pode bebê-la com facilidade através de um canudo que vem instalado.


Foto: Decathlon

Mochila confortável até 40L com barrigueira
Esse é provavelmente o item mais importante da lista, pois além de carregar todos os seus equipamentos, você terá que levá-la nas costas por muito tempo, então é fundamental que ela seja confortável e, é claro, de boa qualidade.


Foto: Curtlo

Camiseta dryfit
Essa camiseta é a primeira camada de roupas que você terá que usar, aquela que fica em contato direto com sua pele e, por isso, é ela que irá absorver o suor do seu corpo enquanto você estiver fazendo a trilha. Justamente por este motivo é importante que a camiseta não seja de qualquer tecido, como algodão, que absorve o suor e também ajuda o corpo a esquentar – neste caso, uma camiseta dryfit é, com certeza, a melhor opção, pois mesmo que o tecido fique molhado, ela irá secar com bastante rapidez em apenas alguns minutinhos no sol.


Foto: Columbia

Fleece
O fleece (que, em inglês, significa lã ou velo) pode ser a segunda ou terceira camada (dependendo se você usar outro tipo de casaco ou blusa caso o local do trekking for muito frio), e trata-se de um tecido sintético que forma microbolhas de um ar isolante térmico que ajuda a lhe manter aquecido durante temperaturas mais baixas. Vale lembrar que, mesmo se o local não estiver frio, é importante ter um fleece consigo, pois, em muitos lugares, pode haver ventos bem gelados durante as noites; já em locais muito frios, é prudente reforçar a proteção da temperatura com uma segunda camada e usar o fleece como terceira camada.


Foto: Bivak

Anorak ou Capa de chuva
O anorak é considerado uma espécie de corta-ventos e é geralmente a última camada de roupa, podendo ser usada tanto como uma proteção final contra as temperaturas baixas como também em locais quentes que contam com chuvas e/ou brisas mais fortes. No entanto, pode ser substituído por uma simples capa de chuva, que também irá lhe proteger contra ventos e, é claro, chuvas.


Foto: Decathlon


2. Equipamentos para Trekking com pernoite

Além de todos os itens acima, é também importante acrescentar no caso de trekking com pernoites:

Saco de dormir
Se o trekking tiver duração de mais de um dia e for necessário acampar, é importante que você escolha um saco de dormir de acordo com a temperatura do local, pois não servirá só como cama, mas também como uma maneira de lhe proteger durante a noite. Além disso, leve em conta também o tamanho e peso do saco de dormir, já que você terá que carregá-lo em sua mochila durante a caminhada, portanto, opte por um que seja leve e compacto.


Foto: Deuter

Isolante térmico
O isolante térmico tem como função isolar a temperatura do solo onde você irá dormir – que costuma ser gelado (principalmente durante a noite) – e, com isso, manter seu calor corporal e também o calor dentro da sua barraca. Mesmo em lugares mais quentes, o isolante térmico é um item essencial para quem fará pernoites no trekking, e você pode escolher entre três opções de modelos: o EVA (mais leve e barato); o dobrável (são leves, porém grandes, o que pode ocupar mais espaço na mochila, mas são excelentes para locais com temperaturas mais baixas); e o inflável (de todos, é o mais eficiente, mas também o mais caro).


Foto: Centauro

Mochila cargueira

Assim como mencionado acima sobre a mochila com barrigueira até 40L, esse é um item que deve ser escolhido com cuidado, pois deve ser de boa qualidade e confortável. Uma boa mochila irá ajudar a aliviar o peso em seus ombros em até 70%, facilitando (e muito) nas caminhadas mais longas. Um boa mochila cargueira deve ter entre 55 e 80 litros.


Foto: Curtlo

Lanterna

Como você estará passando as noites acampando, e até mesmo durante o dia (dependendo da condição da trilha que fará), levar uma lanterna pode ser uma boa ideia, mesmo que só por precaução. Você pode escolher entre a lanterna de mão, que é a mais tradicional, ou a lanterna de cabeça, que pode ser muito prática, principalmente no trekking noturno, já que não há necessidade de segurá-la o tempo inteiro.


Foto: Orientistia

Silas Barbi

Praticante de trekking, escalada, mergulho livre e profissional de marketing por formação. Acredita em mundo com menos rotina e mais aventura. Suas duas paixões são o Brasil e a Natureza e não é por acaso que o seu principal objetivo de vida é levar as pessoas para conhecer as belezas naturais do Brasil.