Monte Roraima – Onde fica e como chegar
11/03/2019

Monte Roraima – Onde fica e como chegar

O Monte Roraima, localizado na tríplice fronteira entre três diferentes países (Brasil, Venezuela e Guiana), é um dos fenômenos naturais mais fascinantes, exóticos e primitivos do mundo inteiro, simplesmente por ser um local que parece ter saído de outro planeta. Considerado uma espécie de elo perdido, uma vez que seu tepui (montanhas de mesa plana, cujo topo é formado por cachoeiras, formações rochosas esculturais extremamente impressionantes, vales e até mesmo suas próprias fauna e flora) é estimado ter surgido há dois bilhões de anos atrás, o Monte é um destino já bastante popular entre os aventureiros e amantes do trekking, pois além de ser o sétimo ponto mais alto do país (2.875 metros de altitude e quinze quilômetros de comprimento), a trilha até seu cume é considerada uma das experiências mais inesquecíveis e incríveis que alguém poderá vivenciar.



No entanto, como o Monte Roraima está situado em uma região remota da América do Sul, o acesso feito tanto pelo lado brasileiro quanto pelo guianense é mais difícil por ser uma área muito mais isolada e pouco povoada. Portanto, para escalar essa maravilha da natureza, o acesso até lá é feito pelo lado venezuelano na grande maioria dos casos – e, justamente por isso, nós vamos explicar para os interessados na aventura desse trekking como chegar à base do monte com saída do Brasil.



Primeiramente, você deve procurar voos (ou outros meios de transporte de sua preferência) de sua cidade de saída com destino à Boa Vista, capital do estado de Roraima, lugar que não só marca o início da jornada, mas é também o ponto do nosso país que fica mais próximo à base do Monte. Já em Boa Vista, há um táxi que serve especificamente para levar viajantes do lado brasileiro até Pacaraima, uma pequena cidade que faz fronteira com Santa Elena de Uairén, na Venezuela, e é a porta de entrada para o Monte Roraima. Não se esqueça também que, a partir deste ponto, você deve ter em mãos seu RG ou passaporte e sua carteira de vacina contra a febre amarela, além de informar às autoridades nos postos de controle que seu destino final é o Monte Roraima e não irá parar só em Santa Elena.

Para quem preferir fazer uma única viagem direta para Santa Elena, há também a opção de não fazer a parada em Pacaraima, mas os táxis que vão de Boa Vista diretamente para Santa Elena de Uairén podem ser mais caros – no entanto, você pode optar pelo táxi compartilhado, onde irá pagar um valor fixo por pessoa e o próprio motorista se encarrega de encontrar outros turistas para fazer a viagem com você.



Uma vez em Santa Elena de Uairén, você terá apenas mais uma parada antes de poder iniciar sua aventura: Paraitepuy, vila de onde saem todas as expedições para o Monte Roraima. Para chegar até lá, você poderá tanto contratar serviços de um guia ou agência turística (é proibido subir o monte sem acompanhamentos de guias profissionais), sendo que, desta maneira, você fará parte do percurso em veículos 4x4 e, então, finalmente irá começar a trilha a pé; no entanto, se você já tiver fechado um pacote turístico e/ou expedição completa com antecedência, geralmente o transporte até a base do Monte começa já desde Santa Elena, onde você primeiramente passa a noite em um acampamento para se acostumar com a altitude.

Após começar o trekking, você pode escolher quantos dias quer passar no topo do Monte Roraima (podem ser de dois a cinco dias, sem contar, é claro, com os dias de caminhadas para chegar até lá), onde você irá conhecer paisagens que nem parecem ser de verdade de tão impressionantes, como o El Fosso, um buraco com quedas d’água, piscina natural e galerias subterrâneas; o Salto Catedral, com suas grandes formações rochosas com cascatas, labirintos e piscinas cristalinas; o Vale dos Cristais, um campo literalmente coberto por cristais de quartzo; entre diversos outros cenários de tirar o fôlego.


Cristal de quartzo

Flavio Nodomi

Praticante de mergulho autônomo, trekking e escalada. Amante de fotografia, viagem e natureza, já viajou para diversos países e cidades brasileiras registrando em fotos alguns dos cenários naturais mais bonitos do mundo.