5 Parques Nacionais que você nunca ouviu falar
04/10/2018

5 Parques Nacionais que você nunca ouviu falar

Foto da Capa: Nara Amazoni


1. Parque Nacional Cavernas do Peruaçu

Assim como indica seu nome, esse Parque Nacional, localizado no estado de Minas Gerais, é muito famoso por suas espetaculares e imponentes cavernas, mas também possui centenas de outras paisagens incríveis e de grande importância tanto nacional quanto internacional, como seus sítios arqueológicos que abrigam artes rupestres pré-históricas. Para ter noção da grandiosidade desse lugar, ele conta com uma das grutas, conhecida como a Gruta do Janelão, que se trata de uma imensa caverna com salões e formações rochosas como a maior estalactite do mundo – é um cenário que parece ter vindo de outro planeta! Para chegar lá, o acesso é bem fácil através de carro ou ônibus – são apenas 45 quilômetros a partir da cidade de Januária, em Minas Gerais – e, para quem vier de longe e tiver que pegar um voo, o aeroporto mais próximo é o de Montes Claros, a 200 quilômetros da entrada do Parque.


Foto: Viagens Possíveis

2. Parque Nacional da Serra do Gandarela

Um verdadeiro santuário ecológico, o Parque da Serra do Gandarela está situado a apenas 40 quilômetros de Belo Horizonte, em Minas Gerais, portanto, seu acesso é bem tranquilo e pode ser feito tanto de ônibus ou carro, ou a partir do aeroporto principal da capital mineira. O Parque, apesar de ainda pouco conhecido turisticamente, merece muito destaque graças às diversas cachoeiras, como a do Índio, do Viana, do Santo Antônio e do Cruzado, entre tantas outras, além de rios, córregos e piscinas naturais que fazem desta área de conservação ambiental uma das mais importantes da região, pois serve como uma recarga de aquíferos e abastece mais de 60% da água consumida por Belo Horizonte.


Foto: Rio Acima

3. Parque Nacional Grande Sertão Veredas

Esse Parque, situado na divisa entre os estados de Minas Gerais e da Bahia, ganhou esse nome não apenas por conta de suas inúmeras veredas e chapadões, mas também para homenagear o romance que descreve o local e que é, inclusive, uma das mais importantes obras literárias brasileiras – “Grande Sertão Veredas”, de João Guimarães Rosa. Além de suas paisagens encantadoras e atrações incríveis, como a cachoeira e a trilha do Mato Grande, os mirantes da Seriema e Três Irmãos e o encontro entre os rios Preto e Carinhanha (que formam uma divisa natural entre Minas Gerais e a Bahia). Para chegar até a sede do Parque, que está localizada na pequena cidade mineira da Chapada Gaúcha, uma das formas mais fáceis de acesso é a partir do aeroporto de Brasília, pois, de lá, basta seguir por uma estrada pavimentada e de boa condição (e pode optar por ir de carro ou ônibus); no entanto, há mais opções de acesso a partir de outras cidades mineiras, como de Arinos, São Francisco, Januária ou Montalvânia (mas vale lembrar que a de Arinos é a única estrada pavimentada).


Foto: ICMBio

4. Parque Nacional de Superagüi

Uma riquíssima e importante unidade de conservação no pequeno município de Guaraqueçaba, localizado no litoral do Paraná, quase na divisa com o estado de São Paulo (que fica dentro da maior reserva de mata atlântica do Brasil e inclusive recebeu título de melhor destino ecológico do mundo), esse Parque Nacional possui atrações de tirar o fôlego que incluem quilômetros e quilômetros de praias desertas e cercadas por uma natureza ainda intocada e exuberante, baías e ilhas emolduradas por floresta atlântica, e uma exótica fauna de espécies de animais em extinção. O acesso ao Parque pode ser feito tanto por Guaraqueçaba ou por Paranaguá, que são suas duas entradas principais, sendo necessário em ambos fazer trechos de barcos (são embarcações de pequeno porte) para chegar à Comunidade da Barra do Superagüi.



5. Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque

O nome do Parque já deixa implícito o tipo de paisagem que você encontrará por lá, mas para entender a imponência de suas formações rochosas, que possuem bilhões de anos, só vendo de perto. As montanhas, que ficam inseridas na Serra do Tumucumaque, abrangem desde o noroeste do estado do Amapá até uma pequena porção do Pará e, por isso, formam o maior Parque Nacional do Brasil – são quase quatro milhões de hectares – e ainda uma das maiores áreas protegidas de floresta tropical do mundo. O acesso pode ser um tanto complicado por ser um lugar um pouco isolado (um fator que ajuda a manter sua natureza muito bem preservada), mas é possível partir da capital, Macapá, através de estrada pavimentada até chegar ao município de Porto Grande; de lá, há outro trecho, este sem pavimentação, até a Serra de Navio, que está a cerca de 65 quilômetros deste Parque Nacional.


Foto: Nara Amazoni

Silas Barbi

Praticante de trekking, escalada, mergulho livre e profissional de marketing por formação. Acredita em mundo com menos rotina e mais aventura. Suas duas paixões são o Brasil e a Natureza e não é por acaso que o seu principal objetivo de vida é levar as pessoas para conhecer as belezas naturais do Brasil.