9 Receitas de repelente natural
21/11/2014

9 Receitas de repelente natural

No Desviantes o natural sempre vence e por isso fomos atrás de outras formas mais inteligentes e não agressivas à natureza de criar um repelente natural contra insetos a partir de compostos orgânicos, fáceis, práticos e eficientes, tais como citronela, cravo, entre outros menos conhecidos.

A maior parte dos repelentes industriais, comprados em mercados ou farmácias, são feitos à base de um composto químico artificial chamado DEET. Criado em 1946 pelo exército americano e registrado para uso comercial em 1957, este composto age nos receptores sensoriais de alguns insetos inibindo a tentativa de alimentar-se do nosso sangue. Apesar de o DEET ser utilizado comercialmente, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), não recomenda o uso de produtos que tenham uma concentração de DEET acima de 30%, afirmando que pode ser prejudicial para saúde humana, sendo comum em algumas pessoas a manifestação de alergia, algum tipo de irritação na pele ou até problemas mais graves.

Nos parece que esses são motivos suficientes para buscarmos alternativas mais naturais para repelir insetos. O Desviantes selecionou 8 formas de preparar o seu repelente natural:

As ervas utilizadas nas receitas ajudam a repelir tipos específicos de insetos. Então, antes de escolher qual você utilizará, veja qual tipo de inseto você quer manter longe de você.

Repelente Natural AlecrimRepelente Natural PoejoRepelente Natural TomilhoRepelente Natural Citronela

Alecrim: carrapatos, mosquitos, pulgas (e também gatos!)
Cedro: traças.
Citronela: borrachudos e pernilongos.
Cravo-da-índia: moscas, formigas, traças.
Eucalipto: formigas, moscas e mosquitos.
Extrato de baunilha: moscas e mosquitos.
Hamamélis: Esta erva serve como solvente, substituindo o álcool na composição dos repelentes. Pode ser encontrada em jardins de verão ou em lojas de produtos orgânicos.
Hortelã: carrapatos, formigas, moscas, mosquitos, percevejos, pulgas e até ratos.
Hortelã-pimenta: mosquitos e pulgas.
Lavanda: mosquitos.
Laranja ou limão: moscas.
Manjericão: moscas e mosquitos.
Nepenta (erva de gato): mosquitos (como o nome diz, atrai gatos!)
Poejo: formigas, moscas, mosquitos, pulgas e traças.
Sálvia: moscas, mosquitos, abelhas, besouros e mariposas.
Tomilho: pulgas e percevejos.

 

1. Repelente natural à base de óleo de essência
Os óleos de essência podem ser utilizados como base para produzir seu próprio repelente caseiro. Para preparar este repelente você vai precisar de:

– Um óleo de essência de sua preferência: Citronela, alecrim, eucalipto, cedro, nepenta, lavanda ou hortelãs;

– Folhas de hamamélis natural;

– Água natural fervida;

– Um frasco de spray;

– Glicerina vegetal (opcional).

Como preparar:
Pegue o frasco de spray e encha até a metade com a água fervida. Em seguida adicione as folhas de Hamamélis até preencher o frasco quase até o topo. Depois adicione ½ colher de chá de glicerina, caso se opte por utilizá-la. Por fim, adicione 30-50 gotas de óleo de essência do aroma desejado. Quanto mais óleo você utilizar, mais forte e denso será o spray.

2. Repelente natural à base de ervas secas ou frescas
Se você preferir, para produzir um repelente natural, você também pode utilizar a erva in natura. Para isso, você vai precisar de:

– Água natural fervida;

– Folhas de hamamélis ou álcool;

– Ervas a sua escolha: hortelã pimenta, hortelã, citronela, nepenta, alfazema.

É recomendável utilizar pelo menos uma espécie de hortelã para dar maior eficiência ao repelente.

Repelente Natural Hortela Pimenta

Como preparar:
Utilize um copo de água fervida (~200mL) e acrescente de 3 a 4 colheres de sopa da erva. Mexa bem, cubra e deixe esfriar (cobrir é importante para manter os óleos voláteis dentro). Depois de resfriado, coe as ervas e misture a solução com uma xícara de hamamélis ou álcool. Por último, armazene em um frasco de spray e mantenha a solução na geladeira.

Gosta de Viagens na Natureza? Confira Roteiros para 3 Top Destinos
- Pacotes de Expedição no Jalapão
- Pacotes na Chapada dos Veadeiros
- Pacotes na Chapada Diamantina

3. Receita simples de repelente natural
Caso você não queira ter trabalho, formas mais simples de “produzir” um repelente natural podem ser:

(I) Misturar baunilha com hamamélis e água para uma versão spray.

(II) Esfreguar flores de lavanda ou óleo de lavanda em sua pele, especialmente nas partes quentes do corpo (pescoço, axilas, atrás das orelhas, etc).

(III) Esfreguar folhas frescas ou secas de qualquer das ervas da família da hortelã (hortelã-pimenta, hortelã, nepente, poejo), citronela, capim-limão ou mesmo manjericão.

4. Repelente pela ingestão de alimentos ricos em vitamina B1
Para que este tipo de repelente funcione é necessário que se inicie a dieta pelo menos dez dias antes da exposição. Assim, você aumentará a sua proteção contra mosquitos e pernilongos.

Os alimentos que podem ser ingeridos e que contém vitamina do complexo B são:

– Vegetais verdes escuro;

– Arroz integral;

– Aveia;

– Amendoim;

– Castanha do pará;

– Lêvedo de cerveja;

– Gema de ovo;

– Fígado;

– Cereais integrais.

5. Receita de repelente natural superforte
É importante saber que este repelente superforte tem um cheiro muito ruim quando está molhado, porém, quando seca, o cheiro some. Este repelente natural funciona incrivelmente bem, sendo indicado principalmente para quando você for entrar em trilhas e caminhadas mata a dentro, onde o número de insetos é muito grande.

Reza a lenda que esta receita surgiu com ladrões durante o período da peste negra na Europa, com o objetivo de não ficarem doentes e espantarem as pragas que disseminavam doenças fatais na época. Também segundo a lenda, o repelente funcionou. Para fazer este repelente você vai precisar de:

– Uma garrafa de vinagre de maçã;

– Duas colheres de sopa de cada uma das seguintes ervas: Sálvia, Menta, Lavanda, Alecrim e Tomilho;

– Uma jarra de vidro de pelo menos um litro com fechamento hermético.

Para fazer:

Coloque o vinagre e as ervas secas na jarra de vidro e sele firmemente. Deixe em um local para que você possa observar diariamente e agite bem a cada dia durante duas ou três semanas. Depois deste período, coe as ervas da solução e conserve em um frasco de spray deixando na geladeira.

Para utilizar sobre a pele, diluir a solução. Para cada uma porção da solução, a mesma parte de água (½ a ½).

6. Repelente natural à base de citronela (Cymbopogon nardus)
A citronela é uma planta medicinal e pode ser comprada em algumas farmácias de manipulação ou em lojas de produtos naturais. Porém, fique atento, algumas pessoas podem ter alergia a citronela. Quando a base de óleo, deve ser aplicado diretamente no corpo ou na água do banho, mas sempre diluído. Outra forma simples também, que pode ser utilizada para ambientes, é cortando suas folhas e expondo ao ar livre, isso já é suficiente para que a planta solte seu odor.

Caso prefira produzir seu repelente natural, será necessário:

 – 200 gramas de citronela

– 1 litro de álcool 70%

– Um vasilhame escuro

Como preparar:

Pegue as folhas de citronela e misture com ½ litro de álcool 70% em um vasilhame escuro e mantenha tampado por 8 dias em local seco e sem iluminação. Deve-se agitar todos os dias, duas vezes ao dia. Depois disso, coar as folhas e adicionar mais ½ litro de álcool.

7. Repelente natural à base de cravo-da-índia
Este repelente natural é conhecido como “repelente de pescador”. Para preparar você vai precisar: 

– 500mL de álcool de cereais

– 10 gramas de cravo-da-índia

– 100mL de óleo de amêndoas, mineral ou outro qualquer

Como preparar:

Mantenha os 10 gramas de cravo-da-índia em repouso no álcool de cereais por 24 horas. Depois deste período, coe e misture a solução final com o óleo de sua escolha, para dar consistência ao repelente.

8. Repelente natural de Limão ou Laranja
Você vai precisar somente de:

– Uma unidade de Limão ou Laranja

– De 15 a 20 cravos da índia

Repelente Natural CravoFoto: Blog Tryoop 

Como preparar:

Selecione uma das frutas e parta ao meio. Em seguida, espete os cravos da índia na superfície da fruta cortada. Isso será o suficiente para que o odor dos cravos se espalhe pelo ambiente afastando os insetos.

9. Substituindo a pastilha do repelente elétrico
Utilizando o repelente elétrico de forma natural: Em vez de usar a pastilha tradicional, pegue uma fruta cítrica, como laranja, tangerina ou limão e retire um pedaço da casca no formato retangular, que encaixe no aparelho, e use a casca como as tradicionais pastilhas.

Atenção: Essa receita exige cuidados. A casca da fruta será aquecida pelo aparelho elétrico e ficará em alta temperatura. Para evitar incêncidos, é importante não utilizar o aparelho perto de cortinas, tescidos, madeiras e papéis.

Repelente Natural Casca de LaranjaFoto: Kids in door

10. Para aliviar a coceira da picada de insetos
Agora, se por algum motivo você não teve tempo de preparar nenhuma das receitas de repelentes naturais que nós selecionamos, ou mesmo que tenha preparado, mas esqueceu o seu repelente natural em casa e, no meio da sua aventura, tomou aquela picada que te causa uma coceira insuportável, nós temos uma dica especial!

Coloque um pouco de água e uma “pitada” de sal de cozinha sobre o local da picada e, em seguida, esfregue um pouco para espalhar bem. O sal ajuda a remover as toxinas da picada que estão na pele e ajuda no processo de cicatrização da ferida.

  Somos especializados em viagens na Natureza> Conheça os nossos pacotes para o Brasil

Silas Barbi

Praticante de trekking, escalada, mergulho livre e profissional de marketing por formação. Acredita em mundo com menos rotina e mais aventura. Suas duas paixões são o Brasil e a Natureza e não é por acaso que o seu principal objetivo de vida é levar as pessoas para conhecer as belezas naturais do Brasil.