Viagem para o Jalapão com saída de São Paulo - Férias de Julho - 5 dias

Próxima saída:

05/07/2019 07:00

Origem:

São Paulo - SP

Destino:

Jalapão - TO

Duração:

5 dias

A partir de
R$ 2.700,00
por pessoa
  • Principais informações

    • Preço:
      A partir de R$ 2.700,00 por pessoa
    • Horários de saída:
      07:00
    • Local de saída:
      São Paulo - SP
    • Avaliação:
    • Nível de dificuldade:
    • Próxima saída:
      05/07/2019 07:00
  • Avaliações

    • ANAZILDA DE BARROS STAUFFER
  • Como funciona

    • Preencha o formulário com seus dados, número de participantes e uma opção de data
    • Clique em "Quero saber mais" para enviar as informações
    • Entraremos em contato para esclarecer dúvidas e informar a disponibilidade
    • Sem dúvidas? Receba um link de pagamento com opção de parcelamento
    • Confirmado o pagamento você recebe um comprovante com todos os detalhes da viagem
    • Boa Viagem!!!
  • Formas de pagamento

    • Cartões de crédito

      • VISA
      • MasterCard
    • Boleto e transferência

      • Boleto Bancário
      • Transferência Bancária
  • Próximas saídas

    05/07/2019

  • Descrição

    Viagem em grupo para conhecer as maravilhas do Jalapão, a terra dos fervedouros, dunas e cachoeiras de águas cristalinas. Aproveite as Férias de Julho para conhecer esse paraíso. Incluso Hospedagem no Jalapão com café da manhã, Almoços, Entradas, Transporte durante os passeios da programação e Guias.

    A cada ano, cresce o número de brasileiros e estrangeiros que se aventuram rumo ao Norte do Brasil em busca desse, que já é um dos principais destinos do ecoturismo do país. A maioria dos atrativos está localizada nas cidades de Mateiros, Novo Acordo, Ponte Alta do Tocantins e São Felix do Tocantins. Em meio a 34 mil km² de paisagem árida, a região é cortada por uma imensa teia de rios, riachos e ribeirões, todos de águas transparentes e potáveis.

    Entre os atrativos mais procurados estão a Cachoeira da Velha, uma enorme queda d`água em forma de ferradura de aproximadamente 100 metro de largura e 15 metros de altura; o Povoados do Mumbuca e Prata, comunidades remanescentes de Quilombos, cuja visitação possibilita ao turista vivenciar a cultura local; a Serra do Espírito Santo, formação rochosa onde é possível apreciar a flora da região; a Cachoeira da Formiga com suas encantadora água verde-esmeralda, e os Fervedouros com suas águas transparentes, nas quais é impossível afundar.

  • Hospedagens e valores

    Pousadas
    Ponte Alta: Pousada Coelho ou Pousada Veredas das Águas
    Mateiros: Pousada Buritis ou Pousada Arco Íris
    São Félix: Pousada Capim Dourado

    Quarto duplo: R$ 2.700,00 por pessoa

    * Quartos single e triplo sob consulta

  • Roteiro

    1º dia: 05/07 (Sexta-feira) -  Palmas / Taquaruçu / Ponte Alta.
    Saída a partir das 7h00 do Hotel/Pousada do cliente  ou do aeroporto . Saída de Palmas com destino a Taquaruçu, onde avistaremos o Mirante. Após percorrer uma trilha de 1.500m, chegaremos a duas Cachoeiras: da Roncadeira e Escorrega Macaco. Após o almoço, seguiremos para Ponte Alta - Tocantins, cidade que é o Portal do Parque Estadual do Jalapão. Chegada por volta das 17h00 na pousada. Jantar e noite livre.

    2º dia: 06/07 (Sábado) – Cachoeira do Soninho / Pôr do Sol na Pedra Furada.
    Após o café da manhã, saída para conhecer a Cachoeira do Soninho: alta e com um volume grande de água, formando uma maravilhosa queda com a água escorrendo entre as rochas. O local para banho é acima da cachoeira onde o Rio Soninho forma umas piscinas de águas cristalinas e deliciosas para um banho.
    A Cachoeira do Soninho é alta e com um volume grande de água, então é só uma passada para admirar a paisagem e tirar umas fotos. A parada para o banho é um pouco mais acima, numa região mais calma do rio.
    Após o almoço iremos conhecer a Pedra Furada e ver o Pôr do Sol. Situada a 30 km da cidade. Trata-se de um grande conjunto de blocos de arenitos, que foram esculpidos pela ação das chuvas e dos ventos, formando diversos buracos em formatos de arcos que lembram alguns portais.
    Do alto da Pedra Furada tem uma vista surpreendente, com vista para as florestas próximas, Morro do Chapéu e Morro Solto. Ponto perfeito para ver o Pôr do Sol e tirar fotos fantásticas. Retorno a pousada e noite livre.

     3º dia: 07/07 (Domingo) – Cachoeira da Sussuapara / Cachoeira da Velha / Pôr do Sol nas Dunas / São Felix.
    Após o café da manhã, check-out e partida para a Cachoeira Sussuapara, que também é conhecida como Cânion do Sussuapara, paredões de rocha de arenítica com 15 metros de altura se abrem para dar passagem à pequena cascata que dizem realizar desejos, basta entrar debaixo da queda d`água, fechar os olhos e ter pensamentos positivos. Cachoeira da Velha, a maior e mais conhecida do Jalapão. Ela é chamada por muitos de “Mini Foz do Iguaçu”, por lembrar bastante as quedas de Foz. O volume de água é enorme, mesmo em período de seca, ela tem duas quedas em formato de ferradura. Tempo para banho na Prainha do Rio Novo, lanche (almoço).
    Pôr do Sol nas Dunas, o intenso dourado toma conta das Dunas ao pôr do sol, a areia ganha nova tonalidade e leva ainda mais beleza ao lugar. Em meio ao Cerrado, o fenômeno único ajudou a dar fama ao Parque Estadual do Jalapão. A cada final de tarde o espetáculo reforça que a beleza local é mesmo inesgotável. Chegada em São Felix por volta das 20h30. Hospedagem e jantar.

    4º dia: 08/07 (Segunda-feira) - Fervedouro dos Buritis e Encontro das Águas / Povoado do Mumbuca / Fervedouro Buritizinho / Cachoeira da Formiga.
    Após o café da manhã, visita ao Fervedouro dos Buritis, ele encanta pela linda cor da água que varia entre verde e azul, a depender do sol, e também pelos grandiosos buritis que cercam o local. Com grau de flutuação leve e muito verde ao redor, esse fervedouro agrada pela grande piscina e transparência da água. Ótimo pra cliques subaquáticos!
    O Fervedouro do Encontro pode não ser o maior ou mais bonito do Jalapão, mas certamente é o mais forte! A nascente desse fervedouro tem alta pressão e é muito difícil afundar mesmo com outra pessoa empurrando você para baixo. Com uma nascente única, esse fervedouro é o ideal para quem deseja sentir intensamente a flutuação tão famosa neste fenômeno raro da natureza. A areia em suspensão na água é tão fina e agitada que entra pela roupa, para aliviar a sensação de areia por todos os lados, vale dar um mergulho no encontro entre o Rio Sono e o Rio Formiga, é desse encontro que origina o nome do fervedouro.
    Após o almoço vamos conhecer o Povoado do Mumbuca e seu conhecido artesanato a base de “capim dourado”. Os fios são costurados com a fibra fina das folhas de Buriti, ambas espécies nativas do Brasil, próprias do Cerrado. As artesãs produzem grande diversidade de peças, como chapéus, cestos, vasos, mandalas, bandejas, biojóias e outros. A tradição do artesanato com o capim dourado, o “Ouro do Cerrado”, foi passada pelos índios da etnia Xerente.
    Cachoeira da Formiga, o intenso verde esmeralda da água encanta quem visita o Jalapão, está entre as mais belas da região e a mais visitada. A queda d`água não é grande, mas a piscina que se forma é maravilhosa. A água não é gelada, na temperatura exata para aplacar o calor do Jalapão. A água é tão transparente que permite ver o fundo de areia calcária, quem mergulha consegue ver a grande pedra que dá tons de azul a um dos pontos da cachoeira. Realmente espetacular! Retorno a pousada e jantar.

    5º dia: 09/07 (Terça-feira) - Fervedouro Bela Vista / Fervedouro do Alecrim / São Felix / Cachoeira das Araras / Serra da Catedral / Morro Vermelho / Palmas.
    Após o café da manhã, check-out e saída com as bagagens. Iremos passando pelos atrativos e retornando para Palmas.

    Visita ao Fervedouro Bela Vista, considerado o mais bonito do Jalapão, é visita imperdível para quem está na região. A piscina desse fervedouro é a maior entre todos os fervedouros abertos para visitação, e conta com 15 metros de diâmetro de água transparente e incrivelmente azul.
    Fervedouro do Alecrim, compete em tamanho e beleza com o Fervedouro Bela Vista. O formato dos dois é bem semelhante, assim como a infraestrutura de madeira para acesso à piscina. A principal diferença entre os dois é a cor; enquanto o Bela Vista é azul, o Fervedouro do Alecrim é extremamente verde. Uma cor única entre os fervedouros do Jalapão.
    Cachoeira das Araras, parada estratégica para quem está saindo de São Félix do Tocantins a caminho de Palmas. Ela é um ótimo refresco e também um excelente ponto para almoço antes de pegar a estrada até a capital. A cachoeira não tem uma grande queda, mas o paredão repleto de verde dá um tom maravilhoso ao visual. A queda d`água não é tão forte, o que permite chegar na queda e até mesmo andar por trás dela.
    Serra da Catedral chama a atenção pela sua grandiosidade. A designação do nome é por parecer um formato de uma catedral. Impressionante o visual. Por último conheceremos o Morro Vermelho, o lugar é um conjunto de formações rochosas vermelhas com diversos e inusitados formatos. Vale a pena subir até o topo, o visual lá de cima é belíssimo.

    Chegada em Palmas por volta das 19h00. 
    *O programa está sujeito a alterações por motivos climáticos, de força maior ou que envolvam a segurança dos passageiros, sem prévio aviso.

  • O que está incluso

    - Transporte no Jalapão
    - Hospedagem em pousada com meia pensão (café da manhã e almoço)
    - Passeios guiados
    - Seguro viagem
    - Traslado para os passeios

    Passeios
    Cachoeiras Roncadeira, Escorrega Macaco, Evilson, do Soninho, da Sussuapara, da Velha, da Formiga e das Araras. Pôr do Sol na Pedra Furada, Pôr do Sol nas Dunas, Fervedouro dos Buritis, Fervedouro Buritizinho, Fervedouro Encontro das Águas, Fervedouro Bela Vista, Fervedouro do Alecrim. Povoado do Mumbuca, Serra da Catedral e Morro Vermelho.

    *Obs.: É importante ressaltar que os Fervedouros não trabalham com agendamento (somente o Bela Vista agenda), o acesso é por ordem de chegada, portanto pode ser que tenhamos que trocar alguns por motivo de disponibilidade, mas o número de fervedouros visitados será mantido.

  • O que não está incluso

    - Jantares
    - Despesas pessoais
    - Passagem Aérea (opcional)

  • O que levar

    O que levar para a viagem:
    Agasalho para usar no avião, pois este é climatizado com ar condicionado. Quem for alérgico a insetos e/ou plantas levar camisetas de manga cumprida e calças confortáveis. Medicamentos tomados regularmente.

    O que levar para os passeios:
    Mochila pequena, bota para caminhada ou tênis antiderrapante(EXTRA), protetor solar (mesmo com o tempo nublado), repelente, boné/Chapéu, lanterna com pilhas reservas, roupa de banho, capa de chuva, cantil/garrafa de água, agasalho (moletom/casaco impermeável), roupa leve para caminhada, no inverno roupas mais quentes (junho a setembro), câmera fotográfica e câmera subaquática (tem para alugar no local), toalha pequena para os passeios, saco plástico (para lixo).

  • Experiência necessária

    Não é necessário experiência prévia. Passeio leve, sem obstáculos.

  • Restrições

    - Roteiro não recomendado para crianças menores de 7 anos
    - Quantidade mínima para saída: 4 pessoas
    - Quantidade máxima para saída: 14 pessoas

  • Infraestrutura

    - Em boa parte do percurso não existe sinal de celular ou de 3G, mas as pousadas oferecem Wi-Fi.
    - No Jalapão alguns estabelecimentos  aceitam cartão de crédito, levar dinheiro.
    - Levar dinheiro em espécie. No Jalapão não passa cartão. Levar pelo menos R$ 300,00 por pessoa para passeios opcionais, bebidas e souvenirs.

  • Dias e horários

    Saída:
     A partir das 07h00 da manhã o transfer irá passar nos hotéis de Palmas. Informar em qual hotel estará hospedado.

    Retorno:
    Dia 09/07 (Terça-Feira). Chegada em prevista às 19h00. Recomendamos comprar o voo de volta para depois das 20h30.