O que é Ecoturismo e os 15 melhores destinos no Brasil
25/01/2019

O que é Ecoturismo e os 15 melhores destinos no Brasil

O ecoturismo, ou turismo ecológico, por definição, é o tipo de viagem que permite ao turista conhecer e explorar a natureza de uma maneira consciente, sempre respeitando e preservando o meio ambiente, e incentivando a educação ambiental para contribuir na conservação e bem-estar de patrimônios naturais, sociais e culturais ao redor do mundo. Hoje em dia, o ecoturismo não só se tornou extremamente popular no país como é o segmento turístico que mais cresce, fator que se deve principalmente graças aos diversos tipos de paisagens naturais que existem em nosso rico território e permite que viajantes se divirtam e aprendam através de atividades na natureza, como trilhas ecológicas, mergulho e observação da flora e fauna, de formações geológicas e, no geral, de cenários exuberantes, e muito mais.

Abaixo, nós listamos os 15 melhores destinos brasileiros para quem tem interesse no ecoturismo:

Chapada Diamantina (BA)

Considerado um dos destinos de ecoturismo mais exuberantes de todo o país, a Chapada Diamantina, que fica localizada no estado da Bahia, reúne uma quantidade surpreendente de atrações naturais – são tantas delas, inclusive, que é praticamente impossível explorar tudo que a região tem a oferecer, distribuídos em seus 70 mil quilômetros quadrados, em menos de um mês inteiro. Aliás, justamente por isso, é importante que você procure uma agência de ecoturismo antes da sua viagem para a Chapada Diamantina de maneira a poder conhecer os principais e melhores atrativos e otimizar seu tempo no destino.

 Confira os pacotes para a Chapada Diamantina aqui


Nesta incrível chapada, você encontrará as mais variadas e espetaculares paisagens que vão desde as mais altas cachoeiras do país (como a Cachoeira da Fumaça, segunda maior do Brasil com quase 400 metros de altura), enormes desfiladeiros e montanhas, cavernas e grutas, e poços de águas extremamente cristalinas (destaques para os poços Encantado e Azul), até sítios arqueológicos com pinturas rupestres e seu próprio pantanal semiárido. Para chegar até lá, o acesso mais fácil é a partir do município de Lençóis, considerado a “capital” da Chapada e também sua principal porta de entrada.



Chapada dos Veadeiros (GO)

Outra Chapada brasileira repleta de exuberância e inúmeros atrativos naturais é a Chapada dos Veadeiros, no estado de Goiás, que conta com cachoeiras e piscinas cristalinas (como a deslumbrante Santa Bárbara), cânions, formações rochosas de mais de um bilhão de anos (o Vale da Lua) e uma riquíssima e diversificada flora e fauna. No entanto, não é só sua maravilhosa natureza que deu fama à região – ela também é muito conhecida por seu esoterismo, pois além de abrigar cristais de quartzo e pinturas rupestres, o destino está situado na mesma latitude de Machu Picchu e, por estes e vários outros motivos, é considerado uma fonte de fortificação e curas espirituais para os místicos, espiritualistas, hippies, naturalistas, entre outros. Nesta chapada, o acesso é bem mais fácil e simples do que em outras chapadas no Brasil – para chegar à principal porta de entrada, que fica no município de Alto Paraíso, são apenas 200 quilômetros de Brasília.



 Confira os pacotes para a Chapada dos Veadeiros aqui


Nobres (MT)

Apesar de ser um destino mais “recente” do ecoturismo e ainda pouco turisticamente explorado, Nobres, um pequeno município do estado do Mato Grosso, ganha cada vez mais destaque graças às suas paisagens encantadoras, que incluem cachoeiras, balneários naturais e poços de águas extremamente transparentes que formam aquários naturais com peixinhos (como a Cachoeira Serra Azul e o Aquário Encantado, lugares perfeitos para mergulho), rios cristalinos para praticar flutuação, cavernas de mais de 300 milhões de anos e mirantes para fazer tirolesa, trilhas ou simplesmente admirar o pôr-do-sol. O mais impressionante é que toda essa natureza ainda permanece preservada e praticamente intocada, o que se deve por conta de sua localização – o acesso não é difícil, mas é um pouco afastado e, por ser um local recentemente descoberto, a infraestrutura turística é ainda um tanto simples, mas fica apenas a 150 quilômetros de Cuiabá.



 Confira os pacotes para Nobres aqui


Ilhabela (SP)

Um destino já muito famoso pelo Brasil, tanto pela sua badalação como por suas belezas naturais, Ilhabela é um arquipélago no litoral norte paulista formado por 15 ilhas, mais de 40 praias, cerca de 360 cachoeiras, mais de 80% de sua área coberta por vegetação de mata atlântica e uma excelente infraestrutura turística. Por isso, a região realmente atende a todas as vontades e gostos de seus visitantes, sejam eles relaxar nas praias paradisíacas e mais selvagens que existem por lá (como do Bonete e dos Castelhanos) ou aproveitar as festas e praias badaladas, mais frequentadas por jovens (como do Curral), ou então fazer passeios como rapel, mergulho, surfe, kitesurfe e windsurfe, vela, entre outros esportes, em praias ideais para isso (como das Cabras e do Jabaquara) ou em suas belas cachoeiras (como da Lage, do Gato e dos Três Tombos). Você pode chegar à Ilhabela de carro ou ônibus a partir de São Paulo e o acesso é bem simples através da balsa.



 Confira os pacotes para Ilhabela aqui


Fernando de Noronha (PE)

Fernando de Noronha é provavelmente o destino mais paradisíaco e exótico de todo o Brasil – não é à toa que é conhecido como o “paraíso na Terra” –, mas, principalmente, é o destino perfeito para o ecoturismo, pois além de cobrar uma taxa de preservação de cada turista que visita o arquipélago de forma a conservar e proteger toda a sua riqueza natural, também incentiva a educação ambiental com a Área de Preservação Ambiental e o Parque Nacional Marinho, sem mencionar o Projeto Tamar (que conta com museu, palestra, observação da desova de tartarugas-marinhas na praia e muito mais). O “Caribe brasileiro”, como também é chamado – e com razão – conta ainda com algumas das praias mais bonitas do mundo inteiro, com águas extremamente cristalinas e mornas, ideais para mergulho, e onde você pode observar a presença da fauna marinha mais exuberante do nosso país, que incluem diversas espécies de peixes, golfinhos, corais, arraias e tartarugas, entre outros. O acesso a Fernando de Noronha deve ser feito a partir de Natal ou Recife, pois todos os voos de e para a ilha chegam e saem somente dessas duas cidades.



 Confira os pacotes para Fernando de Noronha aqui


Aparados da Serra (SC)

As paisagens de Aparados da Serra são algumas das mais imponentes do país e isso se deve principalmente graças à sua privilegiada localização – o Parque Nacional está situado na fronteira natural entre os estados de Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e é o limite vertical da Serra Geral, uma formação rochosa que com origem no Paraguai mas que se estende não só pela região centro-sul do Brasil como também pelo Uruguai e pela Argentina. Exatamente por esse motivo, o destino é capaz de abrigar um cenário realmente de tirar o fôlego, desde cânions, desfiladeiros e abismos verticais que chegam a mil metros de altura, como Cânion Itaimbezinho (um dos maiores das Américas), até a maior quantidade de vertentes de águas cristalinas do país (como as impressionantes cachoeiras Andorinha e Véu da Noiva). O acesso até Aparados da Serra fica mais fácil sendo feito por Praia Grande, em Santa Catarina, que é a cidade base dos cânions, ou então por Cambará do Sul, em Rio Grande do Sul, onde estão a maioria das opções de pousadas e restaurantes.



 Confira os pacotes para Aparados da Serra aqui


Lençóis Maranhenses (MA)

Os Lençóis Maranhenses, no Maranhão, possui um cenário já muito clássico e reconhecido, com suas altas dunas emoldurando imensas lagoas cristalinas, mas as paisagens que podem ser encontradas nessa região vão muito além desse famoso cartão-postal. Inclusive, o destino abriga um dos mais originais ecossistemas do Brasil, composto por mangues, restingas, praias, rios, flora e fauna de três diferentes biomas brasileiros (da Amazônia, de Cerrado e da Caatinga) e muito mais – mas, é claro, os grandes destaques ainda são suas dunas de areias brancas que chegam até 40 metros de altura e as lagoas de águas doces e cristalinas, cujos tons podem variar do verde-esmeralda ao azul-turquesa (como a Lagoa Azul e a Lagoa Bonita). Para chegar até lá, o acesso é bem simples – a partir de São Luís, capital do estado do Maranhão, basta ir a Barreirinhas ou Santo Amaro, que são as duas principais entradas para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.



 Confira os pacotes para os Lençóis Maranhenses aqui


Jalapão (TO)

Um verdadeiro oásis localizado no coração do Brasil, no estado do Tocantins, o Parque Estadual do Jalapão é outro destino que parece ter sido criado especialmente para o ecoturismo, pois é lar das belezas naturais mais interessantes e espetaculares que nosso país tem a oferecer, incluindo imponentes cachoeiras (como a Cachoeira da Velha), os fenômenos que são os fervedouros (destaques para o Buritizinho e da Bela Vista) e as curiosas formações rochosas que datam há milhões de anos (como a Pedra Furada). No entanto, para que toda sua exuberante natureza permaneça intacta, o isolamento de sua localização é necessário, o que significa também que o acesso até a região pode ser um tanto complicado, principalmente se feito sozinho sem o auxílio de agências de turismo, pois apesar do Parque do Jalapão ficar apenas a 190 quilômetros da capital do Tocantins, Palmas, é uma área remota e as estradas são precárias.



 Confira os pacotes para o Jalapão aqui


Parque Nacional do Itatiaia (RJ)

Primeiro e mais antigo Parque Nacional do Brasil, o Itatiaia é um dos melhores pontos do país para praticar esportes como trekking e montanhismo, pois, fazendo parte da grandiosa região da Serra da Mantiqueira, conta com alguns dos mais altos picos brasileiros em um território que abrange 300 mil metros quadrados, se estendendo desde o estado do Rio de Janeiro até Minas Gerais e sua divisa com São Paulo. Inclusive, o Parque do Itatiaia é tão grande que é dividido entre duas partes – a parte baixa é onde ficam as cachoeiras, piscinas naturais e trilhas consideradas mais fáceis; já a parte alta concentra as famosas montanhas e seus picos a serem escalados, como o Pico das Agulhas Negras e o Maciço das Prateleiras. O acesso até o Parque é simples, sendo que para acessar diretamente a parte alta, o jeito mais fácil é através do Abrigo Rebouças, a base das trilhas que percorrem as principais montanhas.



 Confira os pacotes para o Parque Nacional do Itatiaia aqui


Itacaré (BA)

Um pequeno paraíso situado ao sul de Salvador, próximo a Ilhéus, no estado da Bahia, Itacaré era um local esquecido desde que serviu de refúgio na época da exploração do cacau até que, depois de quarenta anos, foi redescoberto graças ao ecoturismo, justamente porque o destino possui o cenário perfeito para entrar em contato direto com a natureza e praticar atividades relacionadas a esse segmento turístico. Com praias desertas e exóticas (como Jeribucaçu, Itacarezinho, Engenhoca, Havaizinho, entre outras), dunas e falésias que predominam a paisagem e formam seu mais famoso cartão-postal, muita vegetação de mata atlântica e lindas cachoeiras, entre tantas outras riquezas, Itacaré é um verdadeiro refúgio natural. Como fica muito próximo de Ilhéus, a melhor maneira de chegar até Itacaré é a partir de lá, pois tem seu próprio aeroporto e está apenas a 70 quilômetros de distância.


Foto: Marinelson Almeida - Traveling through Brazil

 Confira os pacotes para Itacaré aqui


PETAR (SP)

Abrigando a maior porção de mata atlântica preservada de todo o Brasil, não é à toa que o Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (mais conhecido como PETAR) é considerado uma das mais importantes unidades de conservação do mundo e há muito tempo já é famoso por ser um dos principais destinos de ecoturismo do estado de São Paulo e do país. Apesar de ter ganhado fama por causa de suas cavernas, sendo mais de 350 delas – como a Caverna da Água Suja, a Caverna do Alambari de Baixo, Caverna de Santana e a Caverna do Couto entre as principais –, o PETAR conta com outros tipos de paisagens igualmente impressionantes, incluindo os poços naturais do Rio Betari, as cachoeiras das Andorinhas e do Couto, os sítios arqueológicos e paleontológicos, e muito mais. O acesso até o Parque é totalmente tranquilo e é possível encontrar tudo que precisar nas cidades dos arredores, como Iporanga.



 Confira os pacotes para o PETAR aqui


Amazônia (AM)

A Amazônia é a verdadeira definição do ecoturismo – a mais importante floresta tropical do mundo, eleita uma das Sete Novas Maravilhas da Natureza e abrigando o mais rico e preservado ecossistema do planeta, grande parte dele ainda intocado pelo homem, não há destino mais propício que este para aprender sobre o meio ambiente e se integrar totalmente com a natureza ao redor. Com milhares de paisagens e atrativos, muitos considerados importantes patrimônios naturais, como o Parque Nacional de Anavilhanas, o Parque Nacional do Jaú, o Parque Ecológico do Lago Janauari e o fenômeno do encontro das águas do rio Solimões e do rio Negro, entre outros, além de passeios espetaculares, como o nado com botos, focagem de jacarés, safári fotográfico etc., a Amazônia é o paraíso para os amantes de viagens de ecoturismo. Por se tratar de uma imensa floresta, o acesso e hospedagem deve ser feito pela capital do estado, em Manaus.



 Confira os pacotes para a Amazônia aqui


Praia da Pipa (RN)

Uma das mais famosas e badaladas praias do estado do Rio Grande do Norte, a Praia da Pipa é geralmente a escolha de jovens nas férias e em épocas de Ano Novo e Carnaval, mas o destino vai muito além disso – ela também oferece muita tranquilidade em um cenário paradisíaco e diferenciado de praias normais com dunas e falésias sedimentares emoldurando altos coqueiros, areias branquinhas e um mar extremamente cristalino, onde é possível praticar mergulho, surf, fazer passeios de barco, de bugue e muito mais. A Praia da Pipa está situada no pequeno município de Tibau do Sul, a apenas 85 quilômetros de distância de Natal, capital do estado, portanto, a melhor opção de acesso é por lá.


Foto: Edu Amorim

Chapada das Mesas (MA)

Situada no Maranhão, próximo à divisa com Tocantins, a Chapada das Mesas, assim como outras chapadas brasileiras já mencionadas aqui, é um importante Parque Nacional que preserva e protege toda a natureza da região e seus inúmeros atrativos – inclusive, graças à sua grande quantidade de atrativos, essa Chapada foi considerada um dos destinos com um dos maiores potenciais do Brasil para o ecoturismo. Alguns deles, aliás, são verdadeiros patrimônios naturais, como suas formações rochosas de mais de 60 milhões de anos que possuem formatos de mesas e, por isso, deram origem ao nome do local; o Rio Tocantins, um dos rios mais importantes do país, pois age como divisor natural dos estados do Maranhão e Tocantins; o Santuário da Pedra Caída, cartão-postal da região e complexo turístico mais longo do Brasil, com cachoeiras, cânions, poços etc.; entre tantas outras paisagens de tirar o fôlego. Para chegar à Chapada das Mesas, sua principal “porta” de entrada é o município de Carolina, mas você também tem a opção de ir por Imperatriz, segunda cidade mais importante do Maranhão.



 Confira os pacotes para a Chapada das Mesas aqui


Itararé (SP)

Itararé possui um cenário bem diferente da maioria dos destinos de São Paulo (até mesmo os destinos de ecoturismo), com paisagens que são geralmente encontradas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, como cânions, cachoeiras, cavernas, paredões rochosos etc., e, por isso, ficou conhecido como a “chapada paulista”. Itararé possui atrações tão impressionantes que lhe fará esquecer que está a alguns quilômetros da capital paulista, como a Cachoeira do Corisco, uma imensa queda de mais de cem metros de altura em meio a um cânion e um poço cristalino; várias trilhas ecológicas que permitem que você explore a natureza da região bem de perto; o Cânion do Jaguaricatú, oitavo maior do mundo em extensão de área verde; etc. O acesso até lá é extremamente fácil a partir da cidade de São Paulo, sendo 300 quilômetros de distância.



 Confira os pacotes para Itararé aqui


Silas Barbi

Praticante de trekking, escalada, mergulho livre e profissional de marketing por formação. Acredita em mundo com menos rotina e mais aventura. Suas duas paixões são o Brasil e a Natureza e não é por acaso que o seu principal objetivo de vida é levar as pessoas para conhecer as belezas naturais do Brasil.