O que fazer em Socorro - SP

Socorro está entre as montanhas da Serra da Mantiqueira em uma região de divisa com Minas Gerais, que guarda um espirito de simplicidade e tranquilidade, típicos dos mineiros. A menos de duas horas da capital paulista, Socorro é um passeio para se fazer principalmente com familiares.

A cidade foi apelidada de Cidade Aventura e não é por menos. Ela está em uma área de bacia de nascentes, banhada pelo Rio do Peixe, considerado como o mais desafiador e técnico de São Paulo para a pratica do Rafting. Além do Rafting, seu terreno montanhoso permitiu a construção de várias tirolesas e sua natureza é um ótimo cenário para percursos de arvorismo, trilhas e quadriciclo.

Não falta o que fazer em Socorro e os passeios são para todos! Alguns operadores turísticos oferecem infraestrutura, equipamentos e profissionais especializados e adaptados para atender pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

  • Fazer Rafting em Socorro

    O Rafting em Socorro é feito no Rio do Peixe, considerado um dos mais técnicos do estado de São Paulo. O percurso pode ser de 4 km ou 7 km, dependendo do nível do rio ou do qual você preferir. Você vai enfrentar corredeiras de classe III a IV+, intercaladas por trechos de calmaria, tudo isso sempre com a presença de um condutor. É sem dúvida uma atividade imperdível para fazer em Socorro.

    Reservar Rafting em Socorro
  • Fazer Tirolesas em Socorro

    Socorro não é conhecida como tal, mas bem poderia ser escolhida como a capital paulista das tirolesas. São ao menos 12 percursos diferentes, para crianças e adultos. Alguns dos destaques são as Tirolesas do Parque dos Sonhos que ultrapassam 1km de extensão, atravessando rios e vales e a Tirolesa da Gruta do Anjo que possui ao todo 700 metros de extensão em três lances de descida.

  • Fazer Arvorismo em Socorro

    Em Socorro os percursos foram montados em interação com o Rio do Peixe. No Arvorismo da Kango Jango, por exemplo, você irá encontrar 25 plataformas suspensas, que te levam para ilhas no meio do rio e que acabam com uma descida de rapel. No Parque do Monjolinho, o arvorismo é composto por 17 obstáculos e você finaliza com uma descida de tirolesa.

  • Fazer Boia Cross em Socorro

    No Boia Cross você desce trechos de remanso de rios em sua própria boia, sempre com a presença de guias. Em Socorro você pode fazer o Boia Cross tanto no Rio do Peixe, como no Rio Cachoeirinha, ambos em trechos de remanso e com percurso médio de 30 a 45 minutos. No Boia Cross você usa suas mãos e pernas para surfar nas corredeiras dos rios.

  • Fazer Trilhas e Caminhadas em Socorro

    Socorro oferece uma grande variedade de trilhas, atendendo desde profissionais que praticam corrida de aventura até pessoas que querem apenas caminhar e entrar em contato com a natureza. O Trekking na Fazenda Fartura, por exemplo, é adequado para os iniciantes e passa por cachoeiras, grutas e rios.

  • Fazer Rapel em Socorro

    No rapel, você desce em rochas verticais com auxílio de cordas e equipamentos de segurança. Você pode fazer rapel em Socorro de duas formas: Em Plataformas, estruturas de madeira, construídas especialmente para a prática de Rapel, como no Rapel Girafão do Parque Monjolinho; Em Rocha, ambiente natural em contato com a rocha, como no Rapel da Pedra Grande no Parque dos Sonhos, que oferece uma linda vista do vale.

  • Fazer Stand Up Paddle em Socorro

    No Stand Up Paddle você recebe a sua prancha e vai remar pelas águas do Rio do Peixe. A atividade é feita em uma área de remanso do rio com parada na cachoeira central para diversão. É uma atividade única da cidade de Socorro para você fazer com seus amigos e treinar a remada mesmo longe do mar.

  • Fazer Visitação de Caverna em Socorro

    Para quem gosta de cavernas e tem espírito de aventura. Existem dois roteiros principais: A Gruta do Quebra Corpo, com 4km de percurso no interior da caverna, sendo todo o percurso acompanhado por um riacho e exigindo rastejar e andar agachado; A Gruta Bela Vista, com pequenas galerias, teto baixo e na volta, você pode descer por um rapel de 10 metros de altura.