OFERTAS BLACK FRIDAY
Saiba quantos dias ficar na Chapada dos Veadeiros
03/10/2016

Saiba quantos dias ficar na Chapada dos Veadeiros

Foto da Capa: Daniel Poletti

A Chapada dos Veadeiros é um complexo turístico que envolve o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e todo o seu entorno, que por sinal é recheado de atrativos. Por via de regra, você precisa ficar pelo menos 4 dias na Chapada dos Veadeiros para conhecer seus atrativos que simplesmente não podem deixar de serem visitados, são eles: Vale da Lua, Saltos do Rio Preto, Cataratas dos Couros, e a Cachoeira Almécegas. Mas para aproveitar grande parte das belezas desse lugar tão especial, o ideal é passar 8 dias. Vamos entender melhor o destino?

A Chapada dos Veadeiros é composta por 8 munícipios, sendo que os de maior importância turística são Alto Paraíso, e sua vila conhecida como Vila de São Jorge, e a cidade de Cavalcante, no extremo Norte do parque.

Alto Paraíso é a cidade mais estruturada da região e ponto de entrada e saída para quem vem de Brasília, são ao todo 240 km entre as duas cidades, aproximadamente 3 horas de viagem. Alto Paraíso é uma boa cidade base, por estar na junção entre a Vila de São Jorge e Cavalcante.

A Vila de São Jorge é mais simples em infraestrutura, com ruas de chão e estilo roots. Mas oferece boas opções de hospedagem e principalmente de bares. São Jorge concentra a maior parte dos atrativos. Além disso é uma boa cidade base para quem tem interesse em visitar o interior do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, já que a porta do parque fica muito próxima da vila.

Já Cavalcante normalmente não é utilizada como base, por ficar mais distante da maior parte dos atrativos. A cidade está a aproximadamente 90 km de Alto Paraíso, mas é muito visitada em bate-voltas por ser o principal ponto de acesso para as Cachoeiras Santa Bárbara e Capivara, que têm ganhado cada vez mais fama entre os turistas.


Mapa da Região Turística da Chapada dos Veadeiros - Crédito: Camping PachaMama

Existem 3 opções possíveis quando a decisão é escolher em qual cidade se hospedar: 1) Ficar apenas em Alto Paraíso; 2) Ficar apenas em São Jorge; 3) Dividir os dias entre São Jorge e Alto Paraíso. Para essas três escolhas possíveis, você pode ficar 8 dias tranquilamente, que ainda terá atrativos para visitar. O Desviantes oferece pacotes para todas essas opções, com passeios, transporte e hospedagem já inclusos, e você só precisa escolher a pousada de interesse.

  Conheça os pacotes do Desviantes para a Chapada dos Veadeiros



Vila de São Jorge - Foto: Daniel Poletti

Caso você tenha apenas 4 a 5 dias para viajar, a dica é ficar estabelecido em somente um local e explorar a fundo os atrativos daquela região, para que você não perca muito tempo nos translados entre os atrativos. Se a ideia for conhecer a Cachoeira Santa Bárbara, uma das cachoeiras mais deslumbrantes da região, é uma boa ideia ficar em Alto Paraíso. Neste caso, você fará passeios até os principais atrativos ao redor de Alto Paraíso (Cataratas dos Couros, Cachoeira Loquinhas, Almécegas) e poderá fazer um ou dois dias de bate-voltas até Cavalcante e São Jorge. Se a ideia for caminhar e conhecer os Saltos do Rio Preto, duas quedas d’água (uma de 120 metros e a outra de 80) que criam um grande poço de 200 metros de diâmetro, ficar em São Jorge é uma boa. Mas neste caso, será complicado conhecer a região de Cavalcante, onde está a Santa Bárbara.

  Sugestão de Pacote de 5 dias na Chapada dos Veadeiros

Caso você tenha os 8 dias para viajar, realmente não faz muita diferença o local de base, mas pode ser interessante dividir as estadias entre São Jorge e Alto Paraíso, assim você também perde menos tempo entre os translados. E nesse caso, você pode escolher um pacote que comece em São Jorge e depois siga para Alto Paraíso, assim você fica mais próximo de Cavalcante, quando for esticar até a Santa Bárbara. Agora, se mudar de pousada durante a viagem for um incomodo para você, é possível ficar todos os dias em Alto Paraíso e aproveitar da mesma forma, mas lembre-se que neste caso, você terá que fazer o percurso até São Jorge pelo menos 3 vezes para conseguir conhecer os principais atrativos daquela região.

  Sugestão de Pacote de 8 dias na Chapada dos Veadeiros

Conheça em mais detalhes os atrativos próximos de cada local:

Principais Atrativos próximos de São Jorge
1) Vale da Lua, formações rochosas esculpidas pelas águas do rio São Miguel por mais de 600 milhões de anos e que hoje se parecem com crateras lunares (daí a origem do nome);
2) Cachoeira Raizama, com uma queda de cerca de 40 metros de altura e ideal para a prática de atividades de aventura como canionismo e rapel;
3) Morada do Sol, uma sequência de cascatas que formam piscinas naturais perfeitas para banhos;
4) Cachoeira do Segredo, outra bela queda d’água de cem metros de altura que fica em uma parte “escondida” da região (por isso ganhou seu nome) e que forma um profundo poço de águas cristalinas;
5) Saltos do Rio Preto, duas quedas d’água (uma de 120 metros e a outra de 80) que criam um grande poço de 200 metros de diâmetro;


Saltos do Rio Preto - Foto: Ion David

Principais Atrativos próximos de Alto Paraíso
1) Cachoeira Almécegas I, com uma queda de 45 metros que jorra em forma de um véu de noiva.
2) Almécegas II e São Bento, cujas quedas, apesar de pequenas, com oito metros de altura, formam excelentes poços para mergulho e natação;
3) Cachoeiras Santa Bárbara e Capivara, muito próximas uma da outra, sendo a Santa Bárbara famosa por ser uma das mais deslumbrantes cachoeiras da Chapada e do Brasil;
4) Cataratas dos Couros, uma sequência de cascatas que podem chegar a quinze metros;
5) Cachoeira das Loquinhas, um complexo de sete poços de águas extremamente cristalinas e tons verde-esmeralda.


Cataratas dos Couros - Foto: Pedro Siracusa


Cachoeira Santa Bárbara - Foto: Ion David

Normalmente os passeios diários acabam no meio da tarde e você pode querer complementar sua viagem com atividades opcionais, como o batismo de rapel na Cachoeira Almécegas I, que consiste em uma descida de 45 metros pela queda com ajuda de instrutores; e a tirolesa do Voo do Gavião, um voo com 850 metros de extensão e cem metros de altura; e visitas às piscinas de água quente.


Tirolesa Voo do Gavião

Silas Barbi

Praticante de trekking, escalada, mergulho livre e profissional de marketing por formação. Acredita em mundo com menos rotina e mais aventura. Suas duas paixões são o Brasil e a Natureza e não é por acaso que o seu principal objetivo de vida é levar as pessoas para conhecer as belezas naturais do Brasil.